• Jornal Esporte e Saúde

Canta Rio das Ostras estreia atraindo centenas de torcedores

Cantores mostraram versatilidade musical, postura e interação com o público e banda




As 12 vozes do Canta Rio das Ostras atrairam torcedores no primeiro dia de apresentação. Foto Gabriel Sales



Q uando o jogo entre o Flamengo e River Plate terminou e o time brasileiro trouxe a taça da Copa Libertadores da América para o país, era a vez de outra torcida entrar em campo: a dos amigos e familiares dos candidatos do Canta Rio das Ostras. Quando o telão foi desinstalado, as 12 vozes selecionadas para o festival subiram ao palco do evento tirando aplausos de quem passou por ali na noite de sábado, 23, no Âncora.


O Canta Rio das Ostras não tem etapa eliminatória, ou seja, vence a competição quem fizer maior pontuação nasquatros apresentações. Postura corporal, afinação, interação com o público e até mesmo com a banda são tópicos importantes avaliados pelos jurados. O vencedor vai ganhar o prêmio de R$ 5 mil e um ano de acompanhamento de carreira pela Like Produtora.


Entre as canções interpretadas estavam clássicos do cancioneiro brasileiro como “Lilás”, do Djavan, “O Amor e o Poder”, de Rosana, “Nos Bailes da Vida”, de Milton Nascimento, “Como nossos pais”, famosa na voz de Elis Regina, entre outras músicas. Nesta primeira etapa, os cantores tiveram que mostrar versatilidade musical entre os gêneros samba, pagode e MPB.


Para Yago Anterio torcer é fundamental para dar força aos amigos cantores. “Meu amigo é um excelente jogador de basquete, mas eu sei que é a música que ele faz melhor. Então vim aqui com um grupo para contribuir com minha torcida para incentivar, estimular a não desistir da música e não parar de cantar. Ele é muito bom”, contou.


A advogada Luana Fagundes também disse que veio trazer energias positivas para uma amiga que está na competição. “A gente é amiga há mais de 10 anos e sempre fiquei falando para ela começar a cantar profissionalmente. Não pude deixar de vir torcer por ela”, disse.


O morador de Teresópolis (RJ), Lucas Ferrarih, que está a passeio em Rio das Ostras, soube pelas redes sociais que o Canta iria transmitir o jogo da final das Libertadores num telão e resolveu assistir com uns amigos no local do evento. “Resolvi ficar para assistir os cantores e não me arrependi. A melhor coisa é celebrar a vitória do Flamengo ouvindo tanta gente boa cantando. Semana que vem estarei aqui novamente”, contou.


O festival ainda terá mais três etapas em localidades diferentes. A próxima está prevista para Costazul, no próximo sábado, dia 30. A terceira dia 7 de dezembro, em Cidade Praiana, e a quarta etapa será dia 14, no Centro. Em cada apresentação os cantores terão que executar uma música de outros gêneros.


Para a Presidente da Fundação Rio das Ostras de Cultura, Cristiane Regis, “o Canta é um evento muito importante para dar oportunidades aos artistas da cidade, abrir as portas do mercado de trabalho para eles e profissionalizar suas carreiras. Por isso, a parceria com a Like Produtora é importante por ser uma empresa séria neste

cenário”.


O evento começou no inicio da tarde com praça de alimentação, área kids e espaço saúde. Na programação também teve aulas de Fit Dance e Body Combat, além da transmissão num telão da final do jogo Flamengo e River Plate, pela Copa Libertadores da América.


* jornalismo Rio das Ostras.



Candidatos mostraram que tem mais que voz afianda, mas boa interação. Foto Gabriel Sales.


Cantores mostraram versatilidade musical nos gêneros, Samba, Pagode e MPB. Foto Gabriel Sales.



O primeiro dia do Canta Rio das Ostras foi um sucesso, no Âncora, com a presença de torcedores. Foto Gabriel Sales



Os jurados foram criteriosos ao avaliar. Foto Gabriel Sales.


2 visualizações0 comentário