• Jornal Esporte e Saúde

Café com Pesquisadores: encontro discute ensino, pesquisa, extensão e inovação



Com o objetivo de discutir projetos de ensino, pesquisa, extensão e inovação, além de apresentar iniciativas de fomento ao desenvolvimento do município, a Prefeitura de Macaé realizou, nesta quarta-feira (16), o Café com Pesquisadores. O encontro aconteceu na Cidade Universitária e reuniu representantes de universidades públicas e particulares da região, além de gestores do poder público municipal.

De acordo com a secretária Adjunta de Ensino Superior, Flaviá Picon, os encontros acontecem mensalmente, de forma online ou presencial, e a ideia é estreitar laços com as academias para buscar soluções para o município.


"O objetivo é dialogar com pesquisadores e secretarias para ver quais as principais demandas e necessidades para que sejam desenvolvidas pesquisas aplicadas. Como, por exemplo: o que o pesquisador está desenvolvendo em Macaé que possa ser aplicado na cidade para otimizar espaço e recurso", destacou Flaviá.

No encontro foram abordados os seguintes assuntos: pesquisa loco regional: desafios prioritários para uma cidade mais humana; novos editais de pesquisa; semana de inovação; boletim Ciência Macaé; a ciência e seus pesquisadores em Macaé e região.


A coordenadora de pesquisa e do observatório da cidade da Secretaria Adjunta de Ensino Superior, Scheila Ribeiro afirma que a secretaria tem a missão de fazer a gestão do ensino superior no território, portanto, as ações não se restringem apenas na Cidade Universitária, mas abrange todas as instituições de ensino da região com o intuito de estabelecer parcerias acerca do desenvolvimento da cidade.

Segundo o representante da coordenação de pesquisa do Centro Multidisciplinar da UFRJ - Campus Macaé e pesquisador / professor do Nupem, também da UFRJ - Campus Macaé, Henrique Rocha Mendonça, os encontros permitem um ambiente de extrema importância para o desenvolvimento da cidade como um todo, da área offshore ao salão de beleza. Do mercado à fábrica de chocolates.

"Aproximar diferentes grupos de pesquisa com o poder público permite que a gente identifique os gargalos da nossa sociedade e em que áreas a gente precisa contribuir cientificamente para atingir o desenvolvimento. A ideia é aproximar, também, o setor produtivo da sociedade, beneficiando assim o cidadão", pontuou Henrique Rocha.


Também participaram do encontro o secretário adjunto de Políticas Energéticas, Thiago Rocha Gomes, representantes do setor público municipal, além de pesquisadores da Universidade Federal Fluminense do Rio Janeiro (UFRJ/ Macaé); do Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade (Nupem), também ligado à UFRJ; da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz); Faculdade Católica Salesiana; Universidade Federal Fluminense (UFF); da Faculdade Municipal Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS); da Universidade Norte do Paraná (Unopar) e do Instituto Federal Fluminense (IFF).

* Jornalista: Julie Silveira \ Fotos: Bruno Campos \ Comunicação Macaé


Patrocinado:









7 visualizações0 comentário