• Jornal Esporte e Saúde

Botafogo conquista virada heroica sobre o Internacional

Alvinegro jogou com um a menos, saiu atrás no marcador, mas fez segunda etapa histórica no Rio Grande do Sul


Erison marcou um dos gols do Botafogo na vitória sobre o Internacional

VITOR SILVA/BOTAFOGO



Na noite deste domingo (19), em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Beira-Rio, no Rio Grande do Sul, o Botafogo venceu o Internacional pelo placar de 3 a 2, em partida polêmica, mas com final extraordinário para o Glorioso. Os gols do confronto foram marcados por Edenilson e Bustos, para o Colorado, e Vinícius Lopes, Erison e Hugo, para o clube carioca.


Motivado após boa vitória em casa, o Botafogo foi a campo para, quem sabe, voltar aos trilhos na temporada em meio a sequência complicada no Brasileirão. No entanto, o jogo não poderia começar pior para o Alvinegro.


Logo aos seis minutos, em lance muito polêmico, Savio Pereira Sampaio assinalou, com auxílio do VAR, pênalti de Philipe Sampaio ao supostamente impedir um gol com toque no braço. O zagueiro foi expulso, e Edenilson converteu o pênalti com categoria.


Por reclamação, Luís Castro foi expulso logo em seguida. O Botafogo sofreu novamente devido aos espaços. Aos 12 minutos, em tabela na entrada da área, Bustos saiu cara a cara com Gatito Fernández e acertou uma bomba no ângulo do goleiro paraguaio. O time carioca tinha tudo para desanimar, mas reagiu rapidamente.


Aos 18, Saravia dividiu com De Pena e a bola sobrou na grande área para Vinícius Lopes, que finalizou bem à direita do goleiro Daniel e marcou. O Glorioso tentava reagir mesmo com desvantagem numérica. O restante da primeira etapa reservou lances de perigo para o Alvinegro, que voltou para a segunda metade disposto a surpreender.


Na volta do intervalo, logo aos 10 minutos, o Inter balançou as redes novamente, desta vez com Alemão. O gol, no entanto, foi invalidado pela arbitragem, que apontou toque de mão do centroavante.


O Botafogo chegou ao empate logo em seu próximo ataque. Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio pela direita, Joel Carli ajeitou para Erison, que cabeceou firme no meio do gol e saiu para comemorar. O Alvinegro, mesmo com um a menos, reagiu no Beira-Rio.


O Glorioso, mesmo cansado, não desistia de ir para cima dos donos da casa e chegou a marcar o terceiro gol, novamente com Erison. Aos 33, o centroavante cabeceou firme após cobrança de escanteio, mas o gol foi anulado por posição irregular do centroavante do Botafogo.


Aos 48 minutos, Mercado colocou o Internacional novamente na frente, mas mais uma vez o VAR entrou em ação e anulou o gol do zagueiro da equipe gaúcha. O Botafogo se segurava na reta final para levar um ponto na bagagem. Mas os últimos minutos separavam algo maior para o Glorioso.


No último suspiro, aos 55 minutos, o Botafogo saiu no contra-ataque com Matheus Nascimento, que tentou o passe para Jeffinho. De Pena corta, mas a bola sobra para Hugo, que manda para o fundo das redes. Vitória heróica, na vontade e histórica para o clube.


Próximos jogos


Na parte de cima da tabela de classificação, o Internacional volta a campo na próxima sexta-feira (24), às 21h20 (de Brasília), novamente em casa, contra o Coritiba. O Botafogo, por sua vez, volta as atenções para o clássico do próximo domingo (26), às 16h, com o Fluminense, no Nilton Santos.


FICHA TÉCNICA


Internacional 2 x 3 Botafogo

Local: Beira-Rio, no Rio Grande do Sul

Data e hora: domingo (19/6), às 18h (de Brasília)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (Fifa/DF)

Auxiliares: Daniel Henrique da Silva e Jose Reinaldo Nascimento (ambos do DF)

Gols: Edenilson, 8'/1ºT, e Bustos, 12'/1ºT (Internacional); Vinícius Lopes, 18'/1ºT; Erison, 13'/2ºT; e Hugo, 55'/2ºT (Botafogo)

Cartões amarelos: Moisés, Mercado, De Pena, Taison e Maurício (Internacional); Gatito Fernández, Joel Carli, Hugo, Patrick de Paula, Piazon e Kayque (Botafogo)

Cartões vermelhos: Mercado (Internacional); Philipe Sampaio e Luís Castro (Botafogo)


INTERNACIONAL: Daniel; Bustos (Matheus Cadorini), Vitão, Mercado e Moisés (Pedro Henrique); Gabriel, Edenilson, De Pena e Alan Patrick (Taison); Wanderson (Alemão) e David (Maurício). Técnico: Mano Menezes.


BOTAFOGO: Gatito Fernández; Saravia (Jeffinho), Joel Carli, Philipe Sampaio, Klaus e Hugo; Patrick de Paula, Kayque e Lucas Piazon; Erison (Matheus Nascimento) e Vinicius Lopes (Daniel Borges). Técnico: Luís Castro.


https://esportes.r7.com/futebol/FUTEBOL | Do Live Futebol BR


1 visualização0 comentário