top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Bicicletada em homenagem à artista venezuelana Julieta Hernández

O pedal tem o trajeto pela orla de cavaleiros até o parquinho da praia Campista, local onde artistas e amigos farão um ato



Amigos e admiradores do trabalho da palhaça Julieta Hernández, conhecida como Miss Jujuba, convocam macaenses para uma mobilização sobre bicicleta ou caminhada, na próxima sexta-feira (12), às 17h30m, em homenagem à artista — que ficou conhecida em sua breve passagem por Macaé, em 2019 —, desaparecida e morta em dezembro passado, vítima de um feminicídio. A mobilização atende a uma convocatória nacional, que acontecerá, simultaneamente, em diversas cidades brasileiras.


A concentração acontecerá a partir das 17h30m, no Espaço de Convivência, na orla de Cavaleiros (posto 2), local em que a artista se apresentou, em 2019, junto à companhia circense Chirulico. Antes de iniciar o cortejo, os participantes, em especial, as crianças, irão confeccionar cartazes. O trajeto percorrerá a orla de Cavaleiros até parquinho da praia Campista, que conta com um palco aberto para manifestações artísticas, com chegada prevista para as 18h30min.



Em 2015, a artista, migrante e cicloviajante, chegou ao país pedalando e se apresentou em diversas cidades brasileiras, incluindo Macaé (2019), conquistando amigos e admiradores por onde passou, tendo a vida ceifada por um crime brutal de feminicídio, no estado do Amazonas, no final de dezembro de 2023. Julieta voltava para Venezuela, onde passaria as festas de final de ano com sua mãe e da irmã. Familiares e amigos só conseguiram saber do paradeiro da artista dias depois do assassinato, ainda sob investigação.


“Com muita honra fomos um de seus primeiros pontos de parada quando ela iniciou seu retorno para casa, no final de 2019. Ela queria ficar poucos dias, apenas o suficiente para descansar o primeiro trecho de pedal. Sempre muito preocupada em não incomodar. Com muito esforço convencemos ela a passar o Natal e o Ano Novo conosco e com nossa família. Além disso, apresentou conosco no Circo de Areia, antes de seguir sua jornada. Foram dias de muita alegria e troca, assim como sempre aconteceu por onde ela passou. A mobilização, que vimos nos últimos dias, reflete o amor e o carinho que pessoas de norte ao sul do país tinham por ela. Julieta foi puro afeto, talento e generosidade”, conta Aline Barbosa, palhaça da cia Chirulico.



O venezuelano, Eduardo Herrera, proprietário da loja Bici da Praia Macaé vai disponibilizar 15 bicicletas para a mobilização. "Quem desejar, pode deixar a reserva agendada na loja. Não tem custo nenhum. Fiquei muito triste e comovido com a tragédia da compatriota Julieta", afirma.


O Brasil é o 5º país em morte violentas de mulheres no mundo, segundo dados da Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH).


* Release: Mariana Muller / fotos: Divulgação

154 visualizações0 comentário
bottom of page