• Jornal Esporte e Saúde

A recuperação da autoestima


Foto arte: Reprodução internet


Macaé ficou na primeira colocação da categoria "Indicadores Fiscais" entre cidades de grande porte e na quarta colocação no Ranking Geral entre todas as 5.570 cidades do país. A pesquisa foi realizada na edição 2022 do Anuário das Melhores Cidades Brasileiras. Desenvolvida pela Editora Três, em parceria com a Agência Internacional de classificação de risco Austin Rating, a pesquisa analisou 5.570 municípios brasileiros. Os indicadores levam em consideração a boa aplicação do orçamento, a transparência nos gastos com dinheiro público e a eficiência da gestão pública. A publicação foi divulgada por meio da Revista Isto É. No ranking de cidades de grande porte as posições foram para Macaé, campeã e única do estado do Rio de Janeiro, Vitória (ES) ,Guarujá, Santos e São Bernardo do Campo, todas em São Paulo. Já no quesito das Top Cinco do país, Macaé também é o único município do Rio de Janeiro a entrar na lista. Na classificação das cidades estão São Caetano do Sul (SP), Araucária (PR), Paulínia (SP), Macaé(RJ) e Vitória (ES). O Prefeito de Macaé, Welberth Rezende, atribui as excelentes posições na pesquisa ao trabalho baseado nas boas práticas de gestão e controle dos gastos públicos. “Outra conquista é que a cidade também foi apontada como a que melhor investe no dinheiro público. São mais de 300 milhões investidos em obras e infraestrutura, que deixarão um legado para o futuro”, pontua. O saldo de empregos criados por Macaé nos primeiros cinco meses deste ano saltou para 3,2 mil, de acordo com a nova atualização do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), ligado ao Ministério do Trabalho. Dessa forma, em números absolutos, Macaé segue como a cidade que mais gera postos trabalho em todo o Estado, um desempenho positivo mantido desde o ano passado, período em que o município criou mais de 12 mil empregos, segundo o Caged. “Orgulhosamente somos a cidade que mais gera empregos no Estado . Foram mais de 14 mil, no ano de 2021 e agora em 2022 já geramos 3.200”, destaca Welberth. O mercado offshore, através da nova dinâmica de trabalho e desenvolvimento de projetos de produção de novos poços, além da estratégia de revitalização de campos já em atividade, garantem ao município um novo fôlego econômico, o que influencia de forma direta em segmentos como o setor de serviços, a indústria, construção civil e o comércio, principais geradores de postos de trabalho na cidade. Macaé também é apontada como referência em nova estratégia de fomento ao desenvolvimento com integração de prefeituras, instituições empresariais e iniciativa privada. A desburocratização de processos, a proximidade entre os agentes públicos e a atenção às necessidades do mercado demonstram a preocupação do governo municipal em fazer com que Macaé seja cada vez mais uma cidade atrativa aos investidores. "O avanço no desenvolvimento econômico é nossa prioridade, só assim é possível ampliarmos na criação de postos de trabalho, geração de renda e investirmos na qualidade de vida da nossa população, com mais saúde, educação e segurança pública.”, finaliza o prefeito. * Prefeitura de Macaé \ Secretaria de Comunicação Social \ Coordenadoria de Jornalismo


Divulgação:






15 visualizações0 comentário