top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Vigilância Sanitária de Rio das Ostras coíbe venda de produtos de cabelo proibidos pela Anvisa

Anvisa interditou todas as pomadas para trançar, modelar ou fixar cabelos, devido a relatos de irritação ocular


Anvisa interditou todas as pomadas para trançar modelar ou fixar cabelos devido a relatos de irritacao nos olhos / Foto Divulgação


A Vigilância Sanitária de Rio das Ostras vistoriou comércios varejistas de cosméticos entre a sexta-feira, dia 10, e esta segunda-feira, 13 de fevereiro, com objetivo de coibir a venda de pomadas de cabelo proibidas pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A ação da Vigilância busca garantir a defesa da saúde da população, por meio de medida cautelar, suspendendo a comercialização de todas as pomadas para trançar, modelar ou fixar cabelos. As equipes de Fiscalização visitaram 14 estabelecimentos, onde foram lavrados termos de intimação, obrigando a paralisação imediata do comércio desses produtos no Município. INTOXICAÇÃO OCULAR - A atuação da Vigilância Sanitária, ligada à Secretaria Municipal de Saúde, atende à Resolução 475/2023 da Anvisa, que está investigando a ação desses produtos. Em todo o País, foram relatados mais de 700 casos de danos causados aos olhos (intoxicação ocular) em pessoas que utilizaram essas pomadas. Dois desses casos ocorreram em Rio das Ostras. Entre os efeitos notificados estão cegueira temporária (perda temporária da visão), forte ardência nos olhos, lacrimejamento intenso, coceira, vermelhidão, inchaço ocular e dor de cabeça. Segundo a Anvisa, nenhuma pomada para trançar, modelar ou fixar cabelos deve ser comercializada até que sejam concluídas as investigações de irritação ocular.

* ASCOMTI Rio das Ostras






4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page