top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Seleção feminina sub-21 disputa o Campeonato Mundial em busca do sétimo título


Delegação brasileira no Mundial sub-21 feminino no México (Créditos: Divulgação/CBV)

Já são seis taças do Campeonato Mundial na coleção. A seleção feminina sub-21 começa, nesta quinta-feira (17/8), a busca por mais uma. A preparação para a estreia contra a República Dominicana, às 17h (de Brasília), incluiu sete blocos de treinamentos e amistosos contra equipes adultas da Superliga, a seleção militar e times da Liga Universitária dos Estados Unidos. Todas as partidas serão transmitidas pelo canal da Volleyball World no YouTube.


“A preparação para o Mundial é uma continuidade do ciclo que iniciamos no ano passado, com o Sul-Americano. Observamos as atletas que se destacaram na temporada anterior, além de nomes que avaliamos em disputas dos Campeonatos Brasileiros de Seleções e do Campeonato Brasileiro Interclubes”, explica o técnico Wagão, que levou o Brasil ao alto do pódio no Sul-Americano de 2022.


A equipe brasileira tem média de altura de 1,84m, com duas atletas de 1,99m no elenco: a central Luzia Nezzo e a ponteira Helena Wenk. Ainda pela primeira rodada, o Brasil terá pela frente a Itália, atual campeã da competição, e a Tunísia. “A República Dominicana tem conquistado resultados importantes, foi campeã mundial sub-21 em 2015. É uma escola tradicional do voleibol mundial. A Tunísia vem com expectativa de boa participação, e a Itália é uma referência nas categorias de base”, analisa Wagão.


Em 22 edições do Mundial feminino sub-21, o Brasil ganhou 13 medalhas (seis ouros, cinco pratas e dois bronzes).


Este ano, a competição tem 16 times divididos em quatro grupos. Os dois melhores avançam para a etapa seguinte, que terá dois grupos. Os dois melhores de cada um se classificam para as semifinais.


A seleção feminina sub-21 vai para o México com as opostas Ana Rüdiger, Gabi Carneiro e Jaqueline Schmitz; as levantadoras Isis e Maria Clara; as centrais Julliana Gandra, Lívia e Luzia; as ponteiras Aline Segatto, Helena e Nicole; e a líbero Lelê.


TABELA


Primeira Fase – Grupo B

17.8 (QUINTA-FEIRA) Brasil x República Dominicana – 17h (de Brasília) 18.8 (SEXTA-FEIRA) Brasil x Tunísia – 17h (de Brasília) 19.8 (SÁBADO) Brasil x Itália – 14h (de Brasília)


O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro



Divulgação:



Endereço: R. do Sacramento, 207 - Imbetiba, Macaé - RJ







4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page