top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Prefeitura de Macaé divulga cronograma de ações contra a dengue


Foto arte: Divulgação


A Coordenadoria Especial de Vigilância Ambiental em Saúde (Cevas) intensifica, até sexta (31), as ações de controle do Aedes aegypti (mosquito transmissor da dengue, zika, chicungunya e febre amarela). O cronograma de trabalho envolve o Reconhecimento Geográfico (RG) e o carro fumacê. O fumacê passará nos seguintes bairros: Campo D`Oeste, terça (28); Novo Horizonte, quarta (29); Lagoa, quinta (30); e Bosque Azul, sexta (31). As equipes atuarão também em pontos estratégicos onde há empresas, borracharias, ferros-velhos e órgãos públicos nos seguintes bairros: Imboassica, Costa do Sol, Praia Campista, Glória, Barra de Macaé, Águas Maravilhosas e Botafogo. No mesmo período, até sexta (31), será feito, também, o controle de roedores no Centro, Imbetiba, Visconde de Araújo e Virgem Santa. O Reconhecimento Geográfico será feito no Centro, Cajueiros, Imbetiba, Aroeira, Horto, Jardim Vitória, Malvinas, Virgem Santa, Botafogo, Miramar, Visconde, Riviera Fluminense, Glória, Vale das Palmeiras, Vale dos Cristais, Imboassica, Nova Holanda, Nova Esperança, Fronteira, Ajuda, Imburo, Aeroporto, São José do Barreto, Lagomar, Cabiúnas e na região serrana. Com o RG, os imóveis serão numerados e classificados de acordo com o tipo de construção e a equipe terá acesso, ainda, aos dados necessários sobre as vias de acesso e a situação de cada localidade. Os técnicos poderão analisar e comparar os dados em relação às localidades vizinhas, coleções hídricas, condições sanitárias e os meios de comunicação. Já o carro fumacê passará em alguns bairros com aplicação de inseticida Ultra Baixo Volume (UBV). O gerente da Cevas, Flávio Muniz, informou que a utilização do carro fumacê segue critérios técnicos padronizados pelo Ministério da Saúde e o seu uso é recomendado em localidades com alto índice de infestação para o mosquito e de casos notificados das doenças transmitidas pelo Aedes. Os índices são classificados de acordo com o Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (Liraa), sendo satisfatório (0% a 0,9%); alerta (1% a 3,9%) e risco (acima de 4%). A aplicação UBV é feita nas áreas que apresentam resultados acima de 4%. O uso do equipamento é feito em períodos pré-estabelecidos e respeitando fatores climáticos, pois em condições de chuva ou vento forte não pode passar. “É importante salientar que o uso indiscriminado de inseticida pode provocar desequilíbrio ambiental, uma vez que atinge a população de insetos e outros animais em sua totalidade, afetando o ecossistema”, explicou Muniz.


A Cevas é da Secretaria Municipal de Saúde, vinculado à Secretaria Adjunta de Atenção Básica. Quem souber de criadouro de mosquito deve denunciar ao órgão que funciona à Rua Tenente Coronel Amado, 225, Centro de Macaé, ou através do email cevas@macae.rj.gov.br ou, ainda, através do Disque Dengue, com ligação gratuita: 0800-022-6461.


* Jornalista: Elis Regina / Comunicação Macaé / Prefeitura de Macaé


Divulgação:






6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page