top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Prefeito de Macaé inicia entrega de 69 laboratórios didáticos móveis


Serão instalados 45 modelos para alunos do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental, 20 para estudantes do sexto ao nono ano e quatro para Ensino Médio



O prefeito Welberth Rezende acompanhou nesta terça-feira (29) a entrega do primeiro Laboratório Didático Móvel no Colégio Municipal Eraldo Mussi, bairro Malvinas. A prefeitura adquiriu três modelos diferentes de laboratórios: 45 para alunos do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental, 20 para estudantes do sexto ao nono ano e quatro do Ensino Médio, totalizando 69 conjuntos de materiais.



“Os laboratórios vão ajudar nas aulas de Ciências, abordando saúde bucal, corpo humano, tubos de ensaio, microscópio, jogos de ciências e matemática, globo terrestre. É um produto novo que vai agregar na aprendizagem, tornando as aulas mais dinâmicas e práticas”, destacou o prefeito.


De acordo com a secretária de Educação, Leandra Lopes, a aula de ciências será mais interativa e os equipamentos vão proporcionar mais prática. “Os laboratórios vão fazer com os alunos tenham um aprendizado melhor com o conjunto de materiais adequados para atender às aulas práticas das disciplinas de Ciências da Natureza, Química, Física e Biologia, em complemento aos conteúdos teóricos e de acordo com a faixa etária de cada unidade escolar”, ressaltou Leandra.

Fernanda Silva, de dez anos, aluna do quarto ano do colégio municipal, mencionou que vai se interessar pela parte de ser humano e saúde do material. “Eu vou me dedicar ao bloco de ambiente que fala de ar, água e solo”, comentou Pedro Henrique da Silva, de dez anos. Kauane Neto, do quarto ano, contou que seu foco será em recursos tecnológicos. “Construção de boneco também estimula minha inspiração”, citou.

A diretora adjunta do Colégio Municipal Eraldo Mussi, Ana Noulin, informou que na unidade estudam 486 alunos divididos em 19 turmas matutinas e vespertinas do primeiro ao quinto ano. “É uma vivência importante que eles vão ter”, definiu. A diretora geral Adelina Ribeiro analisou que o Laboratório Didático Móvel vai ampliar o interesse das crianças por ciências. “Os professores vão trabalhar o uso dos equipamentos e materiais em atividades práticas, jogos e projetos, por conteúdo programático”, atestou.

A transformação da sala de aula em laboratório de ciências foi apontada pela superintendente de Anos Iniciais, Eliane Salgado, como um ponto fundamental do módulo compacto. “Nosso objetivo é equipar as escolas para ciência da investigação, trabalhar a matemática, a geografia e suprir as escolas com materiais para o aluno experienciar na prática”, assinalou.



Escola do Lagomar recebe dois laboratórios para alunos de faixas etárias distintas Na Escola Municipal Professora Elisabete de Azevedo Dias Brandão, no Lagomar, também nesta terça-feira, foram entregues dois laboratórios distintos: para alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental e para anos finais. “É um sonho ver os alunos aprendendo na prática sobre o planetário, sustentabilidade, manifestação meteorológica”, enumerou a diretora geral Gilmara Gonçalves. Estudam na Escola Municipal Professora Elisabete de Azevedo Dias Brandão 940 alunos em 30 turmas: 12 salas do primeiro ao quinto ano e 18 do sexto ao oitavo ano do Ensino Fundamental. A aluna Karolin Vitória, de oito anos, e o aluno Mateus Gonçalves, de oito anos, afirmaram que querem ser cientistas e os kits vão despertar a atenção e a criatividade na turma. “Já estamos curiosos para ver todas as maletas e estojos”, salientou Karolin. “O geoplano e os tubos de ciência terão a minha atenção”, completou Mateus. Lara de Souza, de sete anos, do segundo ano; Lucas Flores, de oito anos, também do segundo ano, ficaram encantados com a iluminação do globo terrestre. “Gostei também da sacola de ferramentas”, disse Lara. Segundo o fabricante, o Laboratório Didático Móvel é um produto desenvolvido por professores, buscando atender por completo as necessidades que surgem por parte dos mestres, ao prepararem e ministrarem as aulas de ciências. Agregado ao Laboratório, um conjunto de componentes dão toda a sustentação para a realização de um número infinito de práticas e experimentos. A bancada móvel possui 1,3 metro de comprimento; 0,66 metro de largura e 0,95 metro de altura. O peso líquido é de 64,4 kg. O Laboratório Didático Móvel é autônomo em água, energia elétrica e fonte de calor. Entre os diversos itens que o acompanham estão os manuais de atividades práticas e os livros de apoio didático e metodológico para os professores usuários, sendo que todo o material é periodicamente atualizado por profissionais qualificados, de acordo com o Plano Curricular Nacional.


* Texto: Janira Braga / Fotos: Rui Porto Filho / Comunicação Macaé



Macaé - RJ









13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page