top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Mais de 40 toneladas de frutas e legumes são doadas pelo único Banco de Alimentos do interior do Rio de Janeiro

Foto:Divulgação


Centro de Abastecimento de Alimentos de São Pedro da Aldeia – CEASP comemora um ano de sua iniciativa pioneira que visa minimizar a fome e o descarte indevido de hortifrutigranjeiros


O Banco de Alimentos do CEASP - Centro de Abastecimento de Alimentos de São Pedro da Aldeia completa um ano de funcionamento nesta primeira semana de junho com números expressivos de doação: mais de 40 toneladas de frutas e legumes que perderam o valor de comercialização, mas não de consumo, foram destinadas a milhares de famílias, por intermédio de 20 entidades assistenciais que atuam na cidade litorânea do Rio de Janeiro. Os dados são resultado da responsabilidade socioambiental do empreendimento privado, em parceria com boxistas locais que doam todos os produtos que apresentam pequenas manchas, amassados ou por estarem muito maduros, mas que ainda são alimentos próprios para o consumo. O objetivo, além de contribuir para minimizar a fome e o desperdício, é cessar com o descarte inadequado dos resíduos orgânicos.


Toda a triagem do que tem condições de seguir para doação é feita voluntariamente por pessoas ligadas às entidades beneficentes. Após a separação, os alimentos são transportados para as sedes físicas dessas instituições, que posteriormente repassam às famílias cadastradas por elas. Não há distribuição direta no local para pessoas físicas.


Um dos sócios-empreendedores do CEASP, Gustavo Scarambone, comemora o sucesso da iniciativa pioneira e explica sobre a responsabilidade socioambiental do Centro de Abastecimento. “Ao planejarmos o primeiro Banco de Alimentos do interior do Rio, nos inspiramos nos princípios do combate à fome e ao desperdício estabelecidos pela ONU. Como parte do nosso compromisso com o meio ambiente e as pessoas, não podíamos admitir o desperdício aqui em nosso empreendimento”.


Scarambone também ressaltou que a solidariedade dos locatários que fazem parte do Centro de Abastecimento é a condição para que o Banco funcione. “Sem a doação da mercadoria que movimenta cada um dos negócios do CEASP, não conseguiríamos levar à frente o nosso projeto de contribuir para minimizar a fome e o descarte de alimentos”, pontuou.


O engenheiro agrônomo do CEASP, Márcio Piratello, responsável pela implantação e gerenciamento do Banco de Alimentos, ressalta que além da iniciativa social cumprir esse papel de minimizar a fome e o desperdício, também promove a segurança alimentar e a sustentabilidade. “É muito gratificante para todos do grupo CEASP ver que o que antes ia para o aterro sanitário, agora vai para muitos lares, com dignidade e responsabilidade. Vivemos numa época que é inaceitável jogarmos alimentos fora, com tanta gente passando fome. Tudo pode e continuará sendo aproveitado”, frisou.


O CEASP é o maior Centro Privado de Abastecimento de Alimentos do Brasil. No local, dezenas de boxes e lojas comercializam, no atacado e varejo, hortifrutigranjeiros, descartáveis e embalagens, laticínios, rações, açaí e muito mais. Mais informações em www.ceasp.com.br ou 22 99887-6665.


SERVIÇO


CEASP – Centro de Abastecimento de Alimentos de São Pedro da Aldeia


Rodovia Amaral Peixoto, km 117 – São Matheus – São Pedro da Aldeia – RJ


Funcionamento: Segunda a sábado, das 5h às 13h. *Alguns boxes permanecem abertos até às 16h.


* Texto: Jornalista Bruno Pirozi / Assessoria de Imprensa: 22 99988-4433 / 22 99992-9828

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page