top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Macaé: XForce leva a energia do Jiu-Jitsu ao Juquinha



O Ginásio Juquinha ficou pequeno neste domingo (6) diante da atmosfera e energia contagiantes do Jiu-Jitsu. A segunda edição do XForce BJJ levou atletas de diversas faixas etárias e uma torcida vibrante para o encontro com a animação que o esporte proporciona. O evento contou com o apoio da Prefeitura de Macaé, através da Secretaria de Esportes.


A parte da manhã foi dedicada às competições infantis. E os pequenos demonstraram no tatame que determinação e coragem não têm idade. “Fiquei um pouco nervoso, mas me diverti também. Achei muito legal participar dessa competição”, afirmou Artur Eduardo Machado, 6 anos.


E as meninas também se fizeram presentes, em uma clara demonstração que a participação feminina tem expressividade e vez, seja qual for a modalidade esportiva. “Gosto muito do Jiu-Jitsu e de participar das lutas. Acho que me saí bem hoje!”, avaliou a pequena competidora Alice Andrade que, aos 6 anos de idade, já contabiliza um ano de dedicação ao esporte.


À tarde não faltou adrenalina com as competições do juvenil e adulto. Rafael Arantes, competidor pela categoria faixa azul pesadíssimo, falou sobre o sentimento de poder competir em casa. “Estava há uns 5 anos parado e essa é a minha primeira competição. A expectativa é muito grande, estou bem apreensivo. O lado positivo é poder lutar na minha própria cidade. Isso faz com que a gente possa contar com o apoio da torcida da família e dos amigos, e a estrutura aqui está muito boa”, destacou.

Incentivo ao esporte em diferentes frentes


O apoio às atividades esportivas tem sido uma marca do governo municipal. A programação neste domingo contou com a presença do prefeito Welberth Rezende e do secretário de esportes, Malvel Maillet que ressaltou o esforço do município em democratizar o acesso a diferentes modalidades.


“O Jiu-jitsu é minha paixão, sou faixa preta há 16 anos, e é um esporte que envolve desde as crianças aos idosos. O XForce tem tradição no MMA e está trazendo toda sua expertise de organização para o Jiu-Jitsu, possibilitando um domingo como esse, com um ginásio repleto pela presença das famílias. E não é só isso, hoje já estivemos no evento da Capoeira Inclusiva, promovido pela Apae e o Capsi, passamos no Moarcyzão, onde aconteceram partidas da Copa Interbairros, enfim, o objetivo é esse, fazer de Macaé uma cidade incentivadora e conectada com o esporte”, declarou.



O organizador do evento, Henrique Xavier, elogiou o empenho de toda sua equipe e a participação da prefeitura para o êxito do evento. “O governo municipal está dando todo o apoio, temos acesso ao secretário de esportes, ao prefeito, o que é muito importante. A gente tem visto pela cidade o esporte crescendo e isso tem um impacto imenso na sociedade. O esporte é libertador, é inclusivo, é uma ferramenta poderosa para atrair pessoas para o lado bom da vida”, conclui Henrique.



* Texto: Juliana Carvalho / Fotos: Moisés Bruno / Comunicação Macaé


Divulgação:




9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page