top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Macaé registra primeiro caso de varíola dos macacos


Paciente segue em isolamento domiciliar / foto arte: Reprodução internet


Um paciente do gênero masculino entre 30 e 35 anos foi diagnosticado nesta segunda-feira (31) com a varíola dos macacos, provocada pelo vírus monkeypox. O paciente não precisou ficar internado e não viajou para o exterior. Ele está em isolamento domiciliar. Este foi o primeiro caso de varíola dos macacos registrado em Macaé.

A Secretária Adjunta de Alta e Média Complexidade da Saúde, Mayara Rezende, afirmou que é um caso isolado e a população não precisa se alarmar. “Em caso de haver sintomas, a pessoa deve se dirigir a unidade de saúde mais próxima”, disse.

Os sintomas iniciais costumam ser: febre, dor de cabeça, dores musculares, dor nas costas, gânglios (linfonodos) inchados, calafrios e exaustão.

Dentro de um a três dias após o aparecimento da febre, o paciente desenvolve uma erupção cutânea, iniciando no rosto e se espalhando para outras partes do corpo.

As lesões passam por cinco estágios antes de cair, segundo o Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos. A doença geralmente dura de duas a quatro semanas.

O uso de máscaras, o distanciamento e a higienização das mãos são formas de evitar o contágio pela varíola dos macacos. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reforçou a adoção dessas medidas.

* Texto: Janira Braga / Comunicação Macaé


20 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page