• Jornal Esporte e Saúde

Macaé: Lei protege mães servidoras no pós-licença maternidade durante pandemia

De autoria do vereador Marcel Silvano, a lei foi sancionada nesta segunda-feira


Vereador Marcel Silvano\foto: Tiago Ferreira.


Agora é Lei! A servidora do município de Macaé que finalizar seu período de licença maternidade passa a ser integrante do “grupo de risco” da Covid-19, conforme instaurado pelo decreto municipal 057/2020. A Lei Complementar Nº 295/2020, de autoria do vereador Marcel Silvano, aprovada em 04 de novembro, foi sancionada pelo prefeito nesta segunda-feira, 30.


Em sessão extraordinária realizada nesta terça-feira, 1º, o vereador autor da proposta explicou a importância dessa medida e ressaltou que o seu mandato buscou, a pedido das servidoras, alternativas de garantir proteção às famílias, tendo em vista o risco de retorno imediato às atividades presenciais ao término do período de licença.


“Com a nova crescente nos números de contágio e internações, essa medida toma um simbolismo ainda maior. Espero, de alguma forma, ter ajudado na prática a proteger essas mamães, bebês e suas famílias. É a sincera intenção”, disse Marcel.



Prefeito de Macaé\(Foto: Rui Porto Filho / Prefeitura de Macaé)\Reprodução internet.


O projeto começou a tramitação em agosto. A primeira discussão ocorreu em setembro e, após os prazos esgotados, o Prefeito sancionou a Lei.


A partir de agora, a servidora que finalizar seu período de licença maternidade deverá comunicar sua chefia imediata sobre seu retorno ao trabalho, sendo determinado imediatamente seu enquadramento sob o regime de home office, sem prejuízo de sua remuneração.


* Érica Nascimento\Assessoria de Imprensa


20 visualizações0 comentário