top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Junho Violeta: ação marca mês de combate à violência contra os idosos


A expectativa é que pelo menos 200 pessoas passem pelo local ao longo do dia.


Iniciando o mês de combate à violência contra os idosos, o Junho Violeta, o Programa Cidade da Melhor Idade, da Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, realizará uma ação social, na Praça Veríssimo de Melo, no próximo dia 15, das 8h às 13h. No evento, serão realizados atendimentos de saúde com equipe da Atenção Básica, consultas jurídicas com a OAB, orientações sobre o Cartão do Idoso, com a Mobilidade Urbana, entre outras atividades.


A expectativa é que pelo menos 200 pessoas passem pelo local ao longo do dia. A programação contará ainda com o Grupo Me Ajuda a Viver e atrações artísticas e atividades físicas.


O principal objetivo do evento é conscientizar a população para os tipos de violência sofrida pelos idosos. Segundo dados da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, o Brasil registrou aumento de 97% no número de violações de direitos contra pessoas idosas, no primeiro trimestre de 2023. Ao todo, foram 202,3 mil casos de violência entre Janeiro e Março, em comparação com o mesmo período, no ano passado, quando 102,8 mil casos foram registrados.


Mediante esses dados, a Prefeitura de Macaé criou o Disque Idoso, um número para que a população macaense possa entrar em contato em caso de suspeita de violência contra o idoso, a denúncia pode ser feita 24h por dia, 7 dias por semana, através do número (22) 99927-1898. O contato é sigiloso e pode ser feito também pelo WhatsApp.


"Quando falamos de violência contra o idoso não estamos somente falando de violência física, mas também emocional, financeira, institucional, sexual, negligência ou abandono. E geralmente são praticadas por pessoas do próprio ciclo familiar do idoso. O objetivo principal do evento é exatamente levar a luz sobre essa situação e fazer com que as denúncias cheguem aos canais competentes para que a violência não continue", comentou Robson Oliveira, Coordenador do Programa Cidade da Melhor Idade.


* Prefeitura de Macaé / Secretaria de Comunicação Social / Coordenadoria de Jornalismo


Divulgação:



Macaé / RJ


´Macaé / RJ




6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page