top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Governo discute ampliação de atividades da UFRJ em Macaé


O prefeito Welberth Rezende recebe do reitor uma placa com moção de agradecimento celebrando os 40 anos da UFRJ em Macaé – o início foi com barracas de acampamento


RIO - O prefeito de Macaé, Welberth Rezende, se reuniu nesta terça-feira (29), na reitoria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Cidade Universitária da UFRJ, no Rio, com o reitor Roberto Medronho, com quem conversou sobre a ampliação das atividades da universidade em Macaé.


- Dentro do campus da UFRJ na Cidade Universitária temos vários projetos como a criação de novos laboratórios, mais blocos, restaurante escola. Já no Nupem, neste momento estamos desapropriando uma área ao lado e doando – afirmou o prefeito, se referindo ao Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade.

Welberth citou que o município sempre entra com a parte estrutural de ampliação, cessão de espaços e a UFRJ, com o corpo docente e a inovação. “Estamos à disposição para aumentar os cursos em Macaé, queremos ter um polo educacional ainda mais forte, estamos investindo também para o município ser um grande campo de ciência, tecnologia e inovação”, pontuou, completando que já conversou sobre o projeto de startups e incubadoras em parceria com a UFRJ.

O prefeito lembrou que o governo municipal trabalha de forma expressiva no desenvolvimento econômico, como na busca por uma fábrica de fertilizantes e ascensão do agronegócio. “Macaé está crescendo em várias áreas, um terço do investimento privado do Estado do Rio é em Macaé, estamos alavancando o comércio, criando novas possibilidades com o gás natural. Hoje vivemos um novo momento com a era do gás, 70 obras em andamento e precisamos saber das frentes prioritárias da universidade para definir o que de imediato é fundamental para dar andamento”, comentou Welberth.

O reitor da UFRJ, Roberto Medronho, destacou que a ideia também é ampliar a parceria. “A Prefeitura de Macaé dá o apoio fundamental para que a UFRJ funcione e se fortaleça cada vez mais”, classificou Roberto Medronho.

- Macaé é motivo de orgulho para nós, na assistência à saúde, no ensino, na pesquisa, na extensão. A ideia é aumentar as nossas parcerias e consolidar os campi do interior, expandir vagas, estender os horizontes tanto do centro disciplinar quanto do Nupem – expressou o reitor da UFRJ.


Prefeito recebe placa com moção de agradecimento

O prefeito Welberth Rezende recebeu do reitor uma placa com moção de agradecimento celebrando os 40 anos da UFRJ em Macaé – o início foi com barracas de acampamento, cujos pesquisadores analisaram lagoas costeiras. A placa faz menção à presença da UFRJ em Macaé com equidade, crescimento socioeconômico, aliado à sustentabilidade.

O vice-diretor do Nupem (gestão 2018 a 2022) e decano Francisco de Assis Esteves fez na reunião uma apresentação sobre a história da UFRJ em Macaé ao longo dos 40 anos. “As fábricas de conhecimento sediadas em Macaé, como a UFRJ, serão estratégicas para criar as condições necessárias para a produção da matéria prima, para subsidiar a construção de um futuro social, econômico e ambientalmente sustentável para seus cidadãos”, enalteceu Chico Esteves.

Propostas futuras da UFRJ-Macaé e Prefeitura de Macaé foram elencadas pelo decano do centro multidisciplinar da universidade em Macaé, Irnak Marcelo Barbosa, com abordagem sobre sinalizações do mercado.

A secretária Adjunta de Ensino Superior, Flaviah Picon, explicou que dois projetos com o curso de Farmácia estão em fase final para celebração do convênio. “Serão implantadas 31 estações meteorológicas em parceria com a UFRJ e a Uenf para a Defesa Civil”, realçou.

A UFRJ possui hoje em Macaé 362 docentes, 172 técnicos administrativos e 2,8 mil alunos. São nove cursos de graduação e seis de pós-graduação. Participaram da reunião a vice-reitora Cássia Turci, o líder do governo na Câmara de Macaé, vereador Luciano Diniz; a secretária de Educação, Leandra Lopes; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Vianna; a secretária Adjunta de Ensino Superior, Flaviah Picon; pró-reitores da UFRJ; os diretores dos cursos de graduação da UFRJ em Macaé; o vice-diretor do Nupem, professor doutor Fábio DI Dario; a diretora geral do Nupem, pós-doutora Cintia Monteiro e outros representantes.


No final da reunião, o reitor endossou que o encontro desta terça foi histórico. “O conhecimento é infinito e Macaé, mantendo a vocação de cidade do conhecimento, investe em desenvolvimento social e econômico, o mercado cresce a nós cabe formar pessoas para esse desenvolvimento”, analisou.

* Texto: Janira Braga / Fotos: Jaqueline Carvalho / Comunicação Macaé


Divulgação:








14 visualizações0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page