top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Expo Nacional do Cavalo Campolina em Macaé fomenta agronegócio


Para julgamento do cavalo completo, nesta semana a Expo tem 330 animais, para progênie são 45 animais e para provas sociais, 40 animais


A Exposição Nacional do Cavalo Campolina, que será realizada até sábado (9) no Parque de Exposições, fomenta o agronegócio em Macaé e mostra o potencial de crescimento do setor na cidade, com foco também em sustentabilidade. Para julgamento do cavalo completo, nesta semana a Expo tem 330 animais, para progênie são 45 animais e para provas sociais, 40 animais. A entrada é gratuita.


Nesta quinta-feira (7), as competições foram de Fêmeas Adultas Marcha Picada (3 campeonatos) pela manhã e também à tarde. O evento é organizado pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Campolina e a Prefeitura de Macaé.


O secretário de Agroeconomia, Dudu Jardim, frisou que o evento reúne 16 estados brasileiros na cidade. “O vigor da raça, o movimento financeiro que gira de negócios e o ambiente econômico do Parque de Exposições divulgam cada vez mais o município de Macaé como forte potencial do agronegócio”, definiu.


A apaixonada por cavalo Campolina, Maria Conceição Gonzales veio do Haras Alma Campolina, de Santo Antônio de Jesus (BA), participar da Expo Nacional. Nesta quinta-feira, quem compete é a égua Havaiana do LM do Haras Alma Campolina. “Monto muito a cavalo, sou criadora e também usuária, mas na competição em si quem monta é o cavaleiro dela”, explicou a criadora, que também trouxe um cavalo para a Expo.


Competições de Fêmeas Adultas Marcha Picada marcam a quinta-feira


A criadora elogiou as fêmeas que participam da Expo. “Na competição de fêmeas, temos visto matrizes maravilhosas, éguas lindíssimas com excelente diagrama, mostrando que a raça cresce não só em números, mas em performance, em qualidade de animais”, valorizou.

Maria Conceição mencionou que a integração e conhecer novos criadores que apreciam a raça, assistindo ao vivo a evolução da Campolina são características que ela gosta na exposição. “Estamos muito felizes aqui, é um grande prazer estar em Macaé, a cidade é muito bonita, muito organizada, tem um parque de exposições de invejar o Brasil inteiro, a Bahia está aqui representada pelo Alma Campolina”, analisou.


O criador Paulo Mariot veio do Haras Anaití, em Irará (BA) e trouxe nove animais para disputar as provas. Para ele, a Exposição Nacional engrandece a raça e mostra seu potencial. Ele ganhou na categoria Cavalo Marcha Picada e foi o cavaleiro. “A estrutura do parque é espetacular, um dos melhores parques do Brasil sem dúvida, oferecendo bem-estar tanto para os animais, quanto para os expositores, os tratadores e todas as pessoas que trabalham no evento. Entre todos os criadores os comentários são positivos relacionados ao parque e aos animais”, realçou, garantindo que os melhores animais do Brasil estão em Macaé. “Parabenizo a associação e a prefeitura pela organização”, pontuou.

Também dentro do agronegócio, Macaé é o maior produtor de grãos do estado com 60% da produção, é o maior produtor de gado confinado também do Estado do Rio de Janeiro e o município contabiliza o segundo maior rebanho de gado solto.


Érica Carvalho e Cesário Ramos são atrações desta quinta na Expo do Campolina


A artista Érica Carvalho sobe ao palco às 21 horas, seguida de Cesário Ramos, às 23 horas. Um dos sucessos de Érica, a música ‘Cão sem dono’, de Mari Fernandez, promete animar o público. Do sertanejo à música popular brasileira, Érica irá festejar a nova fase da sua carreira solo. A carreira musical de Érica iniciou após apresentações em festas privadas, shows de artistas, bares e casas noturnas.

O cantor Cesário Ramos, voltado para todos os estilos do sertanejo, como universitário e modas caipiras, fecha a programação musical com muita viola e sanfona. O cantor é formado em Licenciatura em música, nascido na cidade de Sumidouro (RJ), onde aos 15 anos entrou para o seu primeiro trabalho com a banda Energia. Desde então passou por diversos trabalhos e gêneros musicais.

Cesário Ramos é um músico multi-instrumentista e toca nos shows: acordeon, violão, guitarra, entre outros, mas se aprofundou no seu instrumento principal: a viola caipira de dez cordas. O carisma de Cesário promete conquistar o público nesta noite.

* Texto: Janira Braga / Fotos: Maurício Porão / Comunicação Macaé


Divulgação:



Luciana Perfumes e Presentes / 22 99824-9701 / Macaé / RJ


10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page