top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Expertise do petróleo aproxima Macaé de Coari-AM



O potencial de Macaé em sediar investimentos e consolidar o desenvolvimento dos principais projetos do segmento offshore nacional, torna-se referência para Coari, cidade do estado do Amazonas, que também registra contribuição importante para as atividades ligadas ao óleo, gás e energia.

A relação institucional entre as duas cidades, que dividem a relevância de serem polos do mercado do petróleo em seus estados e regiões, foi estabelecida nesta quinta-feira (10) pelo prefeito Welberth Rezende ao receber o prefeito da cidade amazonense, Keitton Pinheiro.

Ao apresentar Macaé como o principal ambiente de negócios do Estado do Rio, Welberth, acompanhado da primeira-dama Quelen Rezende, destacou o avanço na consolidação de três importantes projetos estruturantes que tornam o município a principal referência para investimentos no segmento de óleo, gás e energia: a nova Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) Valeflex, o TEPOR (novo porto) e as 11 usinas termelétricas que irão compor o Parque Térmico Sudeste.

“Somos uma cidade que aproveita o ciclo econômico do petróleo para viabilizar investimentos e expansão de outras vertentes econômicas, como o turismo, agronegócio, comércio, o setor de serviços, entre outras atividades que geram emprego e renda para a população da nossa cidade e também da região”, pontuou Welberth.

Apesar dos mais de 3 mil quilômetros de distância, a proximidade entre Macaé e Coari está na relação das duas cidades com as estratégias da Petrobras, e outras operadoras offshore, no mercado nacional de produção de petróleo e gás.

“O meu objetivo principal é conhecer a infraestrutura de Macaé e o relacionamento do governo com as empresas do setor. Nós temos o Terminal Coari que é um grande polo para o mercado do petróleo e gás da nossa região, e trabalhamos para garantir também o desenvolvimento de outras atividades econômicas típicas da nossa terra”, apontou Keitton.

A ampliação da cooperação de Macaé no posicionamento do Brasil como uma das maiores nações petrolíferas do mundo foi registrado pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Vianna, ao destacar os investimentos na ordem de R$ 25 bilhões já consolidados no município.

“Há a perspectiva de Macaé receber 60% da produção nacional de gás natural, tendo como referências o Terminal Cabiúnas, a UPGN Valeflex e o novo Porto (TEPOR), o que já promove a viabilidade de empreendimentos do segmento de energia, como o nosso Parque Térmico Sudeste”, afirmou Rodrigo.

Também participaram da reunião os Secretários de Ensino Superior, Flávia Picón; da Casa Civil, Luiz Fernando Pessanha; do Ambiente, Juninho Luna e de Relações Institucionais, Tito Simões, além dos presidentes da Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM), Frederico Barreto e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Macaé, Luís Henrique Fragoso.

* Texto: Márcio Siqueira / Fotos: Moisés Bruno / Comunicação Macaé


Divulgação:



Luciana Perfumes e Presentes / 22 99824-9701 / Macaé - RJ





15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page