• Jornal Esporte e Saúde

Em clássico disputado, Fluminense e Botafogo ficam no 1 a 1 no Maracanã

Resultado deixa o Botafogo ainda mais longe das semifinais. Tricolor está próximo da vaga



Rio de Janeiro - RJ - Brasil - 17/03/2019 - Maracan - Mailson Santana/Fluminense FC.


Rio- Grandes jogadores são fundamentais para a história de qualquer clube. Formam torcedores, geram renda e expectativa de títulos. Neste domingo, Diego Souza fez sua estreia pelo Botafogo, e Ganso disputou o primeiro clássico com a camisa do Fluminense. Os dois, cada um em uma etapa do jogo, foram os atores principais do Clássico Vovô deste domingo, no Maracanã. O jogo terminou em 1 a 1, gols de Ganso e Alex Santana. O Tricolor segue líder do seu grupo, mas o Alvinegro é apenas o quarto colocado.


As equipes já estavam formadas para entrar no Maracanã quando um pé d'água caiu. Não durou muito, mas foi o suficiente para fazer os jogadores escorregarem no gramado, tornando a partida mais estudada. Mesmo assim, Diego Souza mostrou disposição pelo lado do Botafogo. Já Ganso, que nunca foi de correria, preferia a inteligência em lançamentos e bons passes. Ainda no início do jogo, o lado alvinegro reclamou de um suposto pênalti em Alex Santana, mas o árbitro deixou seguir.


O Fluminense chamava o Botafogo para o seu campo, em busca de um contra-ataque rápido. A tática de Fernando Diniz de trocar passes deu certo aos 24 minutos. Everaldo, sempre com liberdade pela direita, fez bela finta em Marcelo Benevenuto e cruzou para Ganso. O camisa 10 empurrou para o fundo da rede com o biquinho do pé e foi comemorar com a torcida tricolor. O Maraca, infelizmente, recebeu poucos torcedores: pouco mais de 18 mil.



Fluminense e Botafogo arriscaram muito de fora da área. Erik deu sustos em Rodolfo, assim como Marcinho, que soltou uma pancada que bateu no travessão. Antes, Airton chutou rasteiro e tirou tinta da trave de Gatito. O Botafogo não deixou o Fluminense respirar na volta do intervalo. No primeiro minuto, Erik tabelou com Diego Souza. O camisa 7 passou para Alex Santana, que fez lindo corte em dois defensores antes de marcar. O Fluminense ficou atordoado após o gol, e só conseguiu tomar o controle do jogo na reta final. Aos 33, Luciano bateu pro gol e Gatito, à queima roupa, salvou com o joelho.


* O DIA/Por MH.




2 visualizações0 comentário