• Jornal Esporte e Saúde

Educação orienta em Macaé monitores e motoristas do transporte escolar

A Secretaria Municipal de Educação realizou encontro de orientação, na manhã desta quinta-feira (14), com cerca de 500 profissionais, entre monitores e motoristas, que trabalham nas vans e ônibus que fazem o transporte escolar de alunos da rede pública municipal de ensino. O encontro aconteceu no auditório Claudio Ulpiano, na Cidade Universitária, por iniciativa do secretário de Educação, Guto Garcia, que pediu aos profissionais que redobrem a atenção no transporte dos alunos da rede pública municipal.




“O transporte escolar é fundamental para a Educação no município e o cuidado com as nossas crianças está nas mãos de vocês, motoristas e monitores. Todo cuidado ainda é pouco com criança, então, eu peço que continuem trabalhando com dedicação e atenção o tempo todo e agradeço a parceria. O trabalho de vocês é muito importante e sempre promoveremos encontros como este porque a nossa prioridade é oferecer o melhor atendimento aos nossos alunos dentro e fora da escola todos os dias”, disse, na abertura, Guto Garcia.


Ele estava acompanhado do coordenador de Transportes da secretaria, Cristiano Amado, e a assessora jurídica da Educação, a advogada Michele Cabral de Macedo. No fim de outubro, a secretaria capacitou 200 motoristas e monitores e resolveu reforçar o atendimento agora para que todos os profissionais fossem orientados.


Cristiano e Michele reforçaram o cuidado que a categoria deve ter no transporte dos alunos. A advogada falou a respeito das questões jurídicas para o bom andamento do serviço e solicitou a colaboração dos motoristas no apoio ao trabalho dos monitores, sempre que possível, em forma de parceria. Cristiano solicitou que o auxílio vá além, de forma que um auxilie o outro até para informar quando vir uma lanterna queimada no veículo do colega. “O trabalho é feito em conjunto, somos uma equipe, e todos devemos auxiliar um ao outro no dia a dia”, observou.


O transporte escolar do município é terceirizado, feito através da Cooperativa MacaEscolar, o que significa que os motoristas e monitores são prestadores de serviço à administração municipal. “Vocês têm o mesmo compromisso de atender sempre melhor a todos os alunos, afinal, trabalham para a população. Realmente, é um trabalho de parceria e será ótimo a prefeitura realizar novos encontros como este”, enfatizou o advogado da cooperativa, Marcos Wilson Ferreira Martins que representou o presidente da entidade, Roberto Rubin Thomaz.


Um motorista, que se identificou apenas como Gladstone, solicitou que o município reserve vaga na porta das escolas para os veículos do transporte escolar a fim de facilitar o embarque e desembarque das crianças. “Quase nunca encontramos vaga na frente da escola”, disse. O coordenador de Transporte informou que já encaminhou ofício à Secretaria Municipal de Mobilidade com esta solicitação.




Trabalho regulamentado e fiscalizado por lei


O município de Macaé regulamenta e fiscaliza o transporte escolar por meio da Lei nº. 2.779/2006 e uma das obrigações é que o motorista mantenha atualizado o curso especializado de transporte de passageiro ou escolar. “O município vai além e oferece capacitação gratuita e permanente com o foco na vida das crianças em primeiro lugar”, destacou o secretário de Educação, Guto Garcia.


Desde 2017 os monitores e motoristas do transporte escolar do município participam de cursos gratuitos oferecidos pela Educação a fim de que conheçam o funcionamento do transporte escolar, as atribuições da função, a legislação específica, a importância do transporte escolar para a Educação. Eles também já participaram de cursos com conteúdos de primeiros socorros a vítimas em caso de acidente de trânsito e outras operações necessárias durante os trajetos de casa-escola-casa.


Entre as funções dos monitores está o auxílio no embarque e desembarque de alunos, orientação para o uso adequado de equipamentos do veículo, receber e guardar o material escolar, controlar o acesso e o diálogo com os condutores, informar sobre a importância de conservar o veículo utilizado. Além disso, também são avaliadas, de forma permanente, as competências pessoais do monitor e as suas habilidades técnicas para o desempenho das funções.


* Jornalista: Elis Regina Nuffer/Fotos: Divulgação/Secom Macaé,


1 visualização0 comentário