top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Deus é coisa da sua cabeça

Com a ajuda de tomografias computadorizadas, o médico Andrew Newberg pesquisa os mistérios da manifestação religiosa no cérebro.


 (ipopba/iStock)


A ciência não conseguiu comprovar a existência ou inexistência de Deus. Mas uma coisa o conhecimento racional deixa cada dia mais clara: religião faz bem para a saúde. O motivo?


Para o médico americano Andrew Newberg, autor do livro Why God Won’t Go Away (“Por que Deus não vai embora”, sem tradução em português), a resposta está na arquitetura neurológica do nosso cérebro.


Analisando imagens captadas por tomógrafos, Newberg pesquisa como a oração e a meditação se manifestam no cérebro. Ele diz que a neurociência pode elucidar experiências místicas e acredita que o conceito de Deus é fundamental para a sobrevivência da espécie humana.


Além de se especializar na neurofisiologia da experiência religiosa, Andrew defende que cursos de teologia e de princípios das religiões sejam obrigatórios para os profissionais da área de saúde. Segundo ele, um médico terá mais chances de conquistar a confiança de um paciente, e conseqüentemente ser bem-sucedido no tratamento, se estiver familiarizado com sua crença.


15 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page