• Jornal Esporte e Saúde

Desenvolvimento Social discute em Macaé políticas públicas para autistas


Encontro com representantes do Mopam e Câmaras de Vereadores estabeleceu parcerias

Foto: Secretaria de Desenvolvimento Social


A Coordenadoria de Políticas de Direitos e Fomentos à Inclusão realizou, nesta segunda-feira (5), encontro entre representantes do Motivados pelo Autismo Macaé (Mopam) e da Câmara Municipal. A iniciativa teve o objetivo de estabelecer parcerias nas ações da Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, que visam assistência humanizada e eficiente à pessoa com deficiência. Os participantes da reunião, Lúcia Anglada e Caroline Muzarine (Mopam), o vereador Amaro Luiz, e o coordenador de Políticas de Direitos e Fomentos à Inclusão, Matheus Vandré, discutiram os vários aspectos que envolvem o autista de Macaé. Segundo Vandré, durante o encontro foram abordadas demandas sociais e de saúde em relação a pessoas com Transtorno do Espectro Autista, como também a importância da criação do Centro de Referência e a Clínica Escola. "Este foi um dos muitos encontros que faremos para melhorar a qualidade de vida da pessoa com autismo. É um assunto de extrema importância na cidade e a nossa secretaria está empenhada em atender todas essas demandas para o melhor atendimento a essa população. Em parceria com a Secretaria de Saúde, nos disponibilizamos a realizar um censo de pessoas com deficiência. Através do cruzamento de dados mapeados pelos dois órgãos municipais (Saúde e Desenvolvimento Social) e com informações do Mopam e da Câmara chegaremos lá. Juntos vamos mais longe para conseguir avançar cada vez mais", frisou o coordenador. A reunião entre os representantes do autismo contribuiu, ainda, para ampliar a discussão sobre avanços importantes que assegurem a inclusão e a desmistificação de questões que dificultam o diagnóstico e tratamento a pessoas com deficiência. O secretário de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, Mauro Torres, informou que a área está alinhada aos projetos de criação do Centro de Referência e a da Clínica Escola e às ações positivas para pessoas com autismo. "Temos o compromisso de estabelecer um programa de assistência humanizada e eficiente que ofereça todas as condições necessárias para melhorar a qualidade de vida das pessoas atendidas pela rede de saúde mental e social, principalmente, os autistas", afirmou Mauro.

* Jornalista: Lourdes Acosta/ Prefeitura de Macaé\Secretaria de Comunicação Social\Coordenadoria de Jornalismo.


Patrocinado:






2 visualizações0 comentário