top of page
  • Jornal Esporte e Saúde

David Luiz define Vítor Pereira como expert e fala do Mundial: "Esse Flamengo faz sonhar com tudo"

agueiro fala que espera variações táticas do novo treinador, manda mensagem carinhosa a Dorival e lembra momentos difíceis vividos fora de campo; sábado confira especial de Natal na TV Globo


David Luiz ganhou o Brasil e América em 2022, mas, como pede seu povo, ele "quer o mundo de novo". Foi o que o próprio disse em postagem feita para comemorar a renovação com o Flamengo. Em papo com o ge focado na próxima temporada, admitiu que o Mundial de Clubes já passeia por sua cabeça.

Liderança nos aspectos técnico e psicológico, David vê o Flamengo num momento em que todos os títulos são factíveis. Porém, preocupado em não queimar etapas, prega empenho por uma pré-temporada perfeita.

- Sem dúvida (já pensa no Mundial). Acho que esse Flamengo, ao longo dos anos, tem sido muito bem dirigido pelo presidente, pelo Braz e por todo mundo. E tem dado a oportunidade de o Flamengo e de todo flamenguista sonhar com tudo. Isso bateu na porta em 2019, estivemos próximos de estar lá de novo em 2021, mas infelizmente perdemos a final (da Libertadores). Ganhamos em 22 e teremos a oportunidade de disputar esse Mundial em 2023 - disse, para completar:

- Claro que todo mundo sonha com isso, pensa nisso. Estaria sendo mentiroso se eu falasse que não penso. Penso sim, mas tenho total noção que se deve construir algo para vivê-lo depois. A gente tem de fazer uma grande preparação agora a partir de dezembro para que a gente possa chegar primeiro nos jogos do Carioca, depois na Supercopa e posteriormente chegar no Mundial com a força máxima. E lá sim lutar com todas as forças por esse tão sonhado título, que é ser campeão do mundo pelo Flamengo.

David Luiz, do Flamengo, em entrevista ao ge — Foto: Fred Gomes

O zagueiro recebeu o ge em sua casa, e o torneio internacional não foi o único tema. Vítor Pereira, Dorival Junior, dificuldades enfrentadas e metas também foram assuntos abordados. O papo, aliás, foi gravado após reportagem especial de Natal que você assiste no Globo Esporte do próximo sábado, a partir de 12h50.

Vítor Pereira: "Expert taticamente"

Uma das principais vozes do atual Flamengo, David Luiz também falou da chegada de Vítor Pereira. O enfrentou algumas vezes quando defendia o Benfica, e VP era auxiliar de André Villas-Boas no Porto. Recentemente foram adversários na Copa do Brasil, e David reconhece que seu novo comandante deu mais uma mostra de muito conhecimento tático.

- Conheço o Vítor há alguns anos, ainda não conversamos. Vítor é um treinador tremendo, de muita qualidade, um expert taticamente também. A gente sofreu com isso no ano passado (risos) quando jogamos contra ele. Então espero que ele seja muito feliz aqui conosco. E ele vem com a mesma ambição que todo mundo. É um treinador vitorioso na sua carreira. E ele vem tentando dar o melhor para o Flamengo. E dar o melhor para o Flamengo são as conquistas de títulos e as alegrias nas vitórias.

David Luiz, Flamengo x Corinthians, Copa do Brasil — Foto: Divulgação: Gilvan de Souza/Flamengo

Questionado se o conhecimento que tem a respeito do trabalho de Vítor o permite a projetar um estilo de jogo a ser visto no Flamengo, David não quis fazer prognósticos. Preferiu apenas reforçar o quão animado está com a chegada do português.

- Eu estaria sendo muito petulante de querer adivinhar aquilo que o Vítor vai almejar para nós. Para chegar ao nível que chegou como treinador, o Vítor sem dúvida nenhuma sabe jogar de todas as maneiras. Sabe jogar sufocando, sabe jogar esperando e sabe jogar à espera de uma bola. Essa é a evolução do futebol, e o Vítor é capacitado para montar o time em todos os momentos.

- Seria muita petulância eu tentar ser um expert ao comentar sobre algo que ainda nem aconteceu. A única coisa que posso dizer é que tenho total confiança naquilo que já vi do Vítor ao longo da minha vida. E que estamos à espera de começar um lindo trabalho.

Dorival: "Tremendo treinador"

David está animado com Vítor Pereira, mas também era muito satisfeito com Dorival Júnior, treinador com quem criou relação especial. Sobre a mudança de comando, não opinou, mas fez questão de deixar uma mensagem carinhosa para o comandante das conquistas da Copa do Brasil e da Libertadores.


- Não posso entrar em mérito que não é meu, sou uma pessoa que sei até que ponto posso ir. Se você quer conviver em algo coletivo, é preciso ter a noção do que você pode fazer ou não. E respeitar a tudo e a todos.


- O que eu levo para mim é gratidão. E levo o Dorival dentro do meu coração porque é um treinador tremendo, uma pessoa tremenda e que criou uma conexão comigo muito anos atrás. Tive a oportunidade de conhecer o Dorival quando eu jogava no Chelsea, e ele foi lá fazer uma visita através do Oscar. Nunca imaginamos que trabalharíamos juntos. Trabalhamos e fomos campeões juntos. Acho que Dorival vai ser bem-sucedido onde quer que seja. Primeiro porque ele merece e depois porque é capaz. A mensagem que eu deixo é: "Muito boa sorte, professor Dorival, porque você merece. Você é uma pessoa fora da curva e um treinador também".

Trabalho específico com outros atletas

David Luiz foi um dos melhores do Flamengo em 2022, mas sua atuação fora de campo permitiu a ascensão de atletas que estavam em baixa, sobretudo na questão psicológica. Foi mentor de Pedro, Léo Pereira e da maioria dos garotos chegados da base. É corriqueiro ver os mais jovens o citarem como um "paizão". Inclusive Victor Hugo, um dos que o elogiaram recentemente, marcou presença na casa do zagueiro após o término da entrevista.


O caso mais emblemático, porém, foi o de Rodinei, que viveu altos e baixos no Flamengo desde sua chegada ao clube, em 2016. David Luiz observou no companheiro características que não via no futebol inglês e resolveu pegar no pé do lateral. Resultado: fechou o ano como protagonista, na lista de 55 pré-convocados por Tite e com o sonho da Europa realizado no Olympiacos, da Grécia.


Tamanha influência positiva fez Rodinei, àquela altura já acertado com os gregos, primeiramente postar uma mensagem pública de agradecimento exclusivo a David Luiz antes mesmo de se despedir definitivamente do Flamengo e de sua torcida.


- Talvez tenha sido uma das melhores coisas que aconteceu na minha vida esse ano. Conhecer não só o Rodinei do campo, o Rodinei pessoa. Acho que isso é nítido. Você vê o Rodinei e já vê que é algo puro e natural. O Rodinei é espontâneo, é uma pessoa de um brilho diferente. Depois, ao longo do ano, tive inúmeros momentos com ele onde a gente pôde ter ainda mais essa amizade selada. Porque você vai passando momentos juntos e vive momentos em que você consegue crescer um com o outro. E consegue compreender as dores e as vontades de uma pessoa.

- Mas ele conseguiu resgatar e terminar da melhor maneira que ele merecia, com gol de título, onde talvez ninguém imaginasse. Mas eu já imaginava que teria algo especial para ele. Falei inúmeras vezes que Deus estava reservando algo especial para ele. Porque ele estava plantando para colher. E a forma como ele me mencionou nesse último texto talvez seja uma das coisas mais legais que você pode receber na vida. É alguém abrir o coração pra você. O Rodi vai deixar saudade não só para mim, mas para todo mundo.

- Acho que é dar continuidade ao que o Flamengo gosta e está acostumado: lutar pelos títulos. É um ano que temos sete competições. Todo mundo espera o melhor possível, com a gente conseguindo todos esses troféus. A gente é difícil, mas deve ser essa a nossa vontade ao recomeçar um trabalho. Já vamos nos encontrar em dezembro já pensando, traçando e alinhando algumas coisas para que possamos lutar por todas essas metas.


Como o David Luiz espera encerrar 2023?


- Sem dúvida nenhuma quero terminar com muitos títulos, de repente vivendo o ano mais vitorioso em termos de títulos na minha carreira porque vamos disputar sete competições. E da mesma forma que terminei esse ano: muito grato de ter vivido inúmeras experiências dentro do Flamengo, com o Flamengo e através do Flamengo fora do campo. Conhecendo inúmeras pessoas e histórias. E de alguma forma tudo isso tocou meu coração, fez com que eu tivesse ainda mais oxigênio para lutar pelos meus objetivos e ainda mais alegria ao meu sorrir. É dessa forma que vou entrar o ano e dessa forma que quero terminá-lo. De uma forma real, vivida e de muita felicidade.


O ano certamente foi de alegrias, mas quando houve o diagnóstico que você estava com hepatite durante um Flamengo e São Paulo, torcida, amigos e familiares se preocuparam muito. Como foi encarar esse susto?

- No primeiro instante é o susto pra gente, que é leigo no assunto e não sabe profundamente quais são os tipos de hepatite. Assusta naquele momento. Eu já vinha me sentindo muito cansado durante um período da temporada, mas agradeço do fundo do coração a todo o departamento médico do Flamengo e a todas as pessoas envolvidas. Sempre me tranquilizaram da melhor forma e foram honestas comigo a cada passo. Foi mais um susto momentâneo de alguns dias. Depois foi superado da melhor maneira possível porque eu tive apoio. Com apoio, é sempre muito mais fácil superar os obstáculos.


A torcida fez uma grande corrente por ti. Sentiu esse carinho?


- Isso eu já sinto antes de ser jogador do Flamengo. Eu já tinha sentido o amor, eu já tinha me sentido dentro do Flamengo quando a nação fez toda aquela movimentação para que eu pudesse jogar pelo Flamengo. Depois, claro, nesse momento. Foi difícil, mas senti todo o amor, carinho e orações que eles fizeram por mim.

Outra dificuldade foi o acidente sofrido por sua irmã, acompanhada de seus sobrinhos e cunhado, no dia da decisão da Copa do Brasil. Certamente foi uma situação estranha justamente no dia do seu primeiro título pelo Flamengo, não?

- Tive alguns indícios (do acidente antes de a bola rolar). Aquele dia foi de muitas emoções. Algumas boas, outras menos, mas para mim foi estranho porque meus sobrinhos iam entrar comigo no campo. Lembro de ir para o vestiário depois do aquecimento e voltar, procurar meus sobrinhos, e eles não estarem lá. Alguns funcionários do Flamengo já sabiam e me disseram: "Não, não, acho que ficaram presos no trânsito". Você entra no campo, olha para o camarote, e ele está vazio. Não vejo minha família.


- Mas aí eu estava num momento para o qual eu sou treinado há alguns anos de não levar alguns chips para o campo. É o chip da guerra agora, o chip de trabalhar. Olhei, alguma coisa aconteceu, mas tudo bem. Vamos lá porque temos que ser campeões.

- Jogar aquele jogo da forma que foi, com os pênaltis, aquela coisa toda, acabar com uma das pessoas que mais marcou meu ano, que foi o Rodi. Ter pênalti para bater também. E ser campeão, foi meu primeiro título com o Flamengo.


- Quando cheguei aqui, pensei que as coisas iam ser fáceis. Disse: "Poxa, estou na semifinal, talvez eu ganhe meu primeiro título fácil". Acabou que não foi nada disso, foi ainda mais difícil e ainda mais saboroso (risos).

Notícia do acidente chega


- Aí consigo meu primeiro título, o campo inundado de pessoas. E eu recebo a notícia que tinha acontecido um acidente com a minha família, mas que eles estavam bem.

- Aí repito: "Eles estão bem? (três vezes). E me respondem que eles estavam bem e que já estavam em casa. Então estavam bem, terminei o que tinha de fazer. Comemorei ali de uma forma mais diferente, mas tinha que fazer minhas entrevistas e seguir os protocolos.

- Chego em casa e vejo a minha irmã, meus sobrinhos e meu cunhado totalmente abatidos e assustados, mas já em casa. Já tinham feito alguns exames. E aí me mostraram algumas fotos e alguns vídeos. Foi quando eu tive o baque que realmente tinha sido um livramento de Deus. Você cair ribanceira abaixo 40 metros e com 10 capotagens à noite...

- Poder ver minha família, e eles aqui depois de tudo foi um livramento. Aí passei a noite em claro refletindo de como é importante de a gente desfrutar do momento do dia de hoje e de como é importante de a gente estar se expressando para as pessoas que a gente ama.

- Muitas vezes, com o trabalho e o dia a dia, a gente esquece de viver os mínimos detalhes. Deixa que isso nos consuma e esquece que estar no sofá com as pessoas que a gente mais ama é o melhor lugar do mundo até mais do que qualquer coisa que você possa conquistar nesse mundo. Então eu pude de alguma forma tentar dividir com as pessoas essa mensagem porque foi esse meu sentimento.

- Eu estava ali no Maracanã sendo ovacionado, vivendo um dos melhores momentos da minha vida, sendo campeão pelo Flamengo, no meu primeiro título, e ao mesmo tempo poderia estar perdendo as pessoas mais importantes da minha vida. Foi algo que me fez refletir bastante e que me faz enxergar a vida de maneira bem diferente.

* https://ge.globo.com/futebol/Por Edgard Maciel de Sá, Fred Gomes e Guido Nunes — Rio de Janeiro

Divulgação:



Amigos , Amigas e Clientes , amanhã estaremos abrindo o 🍹MALABAR & BEER🍺😎

Aparti das 17:30 👍🏻👏🏻


Sejam todos bem Vindos👏🏻


Vamos ter novos espetinhos 🍢 deliciosos para nossos clientes .

Vamos ter para acompanhar " Arroz , Farofa e Molho Vinagrete " espero a presença de todos vocês🙂👨🏻‍🍳🍢👏🏻👏🏻


Imbetiba - Macaé - RJ



Luciana Perfumes e Presentes / 22 99824-9701 / Macaé - RJ



5 visualizações0 comentário
bottom of page