• Jornal Esporte e Saúde

Cruzeiro vence de virada pela 1ª vez sob a batuta de Mozart e ritmo de Matheus Barbosa

Raposa sobe para o meio da tabela na Série B, mostrando força de reação diante do Vasco


A sinfonia de Mozart embalou a comemoração da vitória do Cruzeiro no Mineirão, por 2 a 1, sobre o Vasco, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Mas também parece ter sido o tom principal do primeiro triunfo como mandante da equipe na competição.

Sob a batuta de Mozart Santos, o Cruzeiro parece ter engrenado na calmaria que desperta a música clássica sob nossos ouvidos para ter tranquilidade e reagir no Mineirão, diante do gol sofrido logo no começo.


Cruzeiro x Vasco — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O maior exemplo foi Matheus Barbosa. Virada ritmada pelo volante. Atento para aparecer quando foi preciso. Foi assim no primeiro gol, quando surgiu na segunda trave para marcar. Também na entrada da área, como um meia, chutando de primeira. Gol clássico.

A virada, ainda no primeiro tempo, fez o Cruzeiro ditar o ritmo e não perder o tom contra o Vasco. Conseguiu controlar mais a partida no primeiro tempo, apesar de Paulo ter desafinado, ao ser expulso em um lance que demonstrou imaturidade.


No segundo tempo, a intensidade do ritmo vascaíno aumentou. O Cruzeiro não conseguiu responder com seus contra-ataques, nem com as substituições. A pressão tomou conta, mas o time pode comemorar o primeiro triunfo em casa.


Matheus Barbosa, do Cruzeiro — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Foi a primeira vez, na temporada, que o time saiu perdendo e conseguiu a vitória. Antes, sempre ganhou sem levar gols. Com o resultado, o time deixou a zona do rebaixamento da Série B.

Vitória que trouxe mais tranquilidade ao time. E a torcida anseia que o time siga nos embalos de Mozart rumo ao acesso à elite nacional.

* https://ge.globo.com/ Por Gabriel Duarte — de Belo Horizonte.

5 visualizações0 comentário