• Jornal Esporte e Saúde

Covid-19: índice de letalidade em Macaé é o menor do Estado


A análise se deve à eficácia da campanha municipal de vacinação

Foto: Arte / divulgação.


Dados recentes do Covidímetro registrados pelo Grupo de Trabalho Multidisciplinar da UFRJ apontam que o índice de letalidade por Covid-19 em Macaé se mantém o menor do Estado do Rio de Janeiro. A análise representa a eficácia da campanha municipal de vacinação e aponta a importância da população completar o esquema vacinal com as Duas Doses e Dose de Reforço. Segundo a avaliação dos especialistas da UFRJ, Macaé registra o índice de letalidade de 1,73%, cerca de duas vezes menor que a média obtida em todo o Estado (3,62%) e três vezes menor que o registrado pela cidade do Rio de Janeiro (5,17%). A redução de outros índices também ligados à pandemia da Covid-19, com a diminuição do nível de contágio e a queda do número de óbitos, está diretamente ligado ao crescente percentual da população geral vacinada com a Primeira Dose (70%) e com as Duas Doses (57%). A comprovação da eficácia da vacinação reforça a importância da população em cumprir o calendário de retorno da Segunda Dose, completando o esquema vacinal e a estratégia de imunização contra a Covid-19. “A vacinação é a principal estratégia de enfrentamento à pandemia. Por isso, é importante que a população procure os polos e complete o esquema vacinal, além de manter os protocolos sanitários necessários: utilização de máscaras, higienização das mãos e evitar aglomerações”, destaca a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Lisa Chagas. O município mantém também o calendário de aplicação da Dose de Reforço para a população geral acima de 18 anos que já completou cinco meses da vacinação da Segunda Dose. Já os imunossuprimidos devem receber a Dose de Reforço 28 dias após a vacinação da Segunda Dose. * Jornalista: Márcio Siqueira / Prefeitura de Macaé\Secretaria de Comunicação Social\Coordnadoria de Jornalismo.


Patrocinado:





20 visualizações0 comentário