• Jornal Esporte e Saúde

Consultório na Rua promove em Macaé ação com pessoas em vulnerabilidade social



Na semana do Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua, cuja data alusiva é nesta quinta-feira (19), o programa Consultório na Rua reforçou ações de conscientização na sua sede, que funciona na rua Doutor Zamenhoff, nº 154, Imbetiba (próximo ao Pronto Socorro Municipal).



O atendimento, que segue protocolos sanitários, acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. O foco é atender quem se encontra em vulnerabilidade social, com ações integrais de promoção, prevenção da saúde e proteção, frente às necessidades dessa população. Macaé segue a Política Nacional para População em Situação de Rua.


O programa segue com ações de educação em saúde e atividades específicas de abordagem noturna junto aos que se encontram em vulnerabilidade social (situação de rua, em condição de rua, profissionais do sexo, dentre outros).



Também são realizadas abordagens noturnas, entrega de preservativos e orientação em relação às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). O coordenador Victor Tavares (residente em Saúde Mental pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro - UERJ), destaca a importância da data, não como motivo de comemoração, mas como marco político.



"A conscientização é muito importante. Estamos conseguindo mobilizar este público. Através do programa, a Secretaria de Saúde conseguiu vacinar mais de 80 pessoas em situação de rua, dentre estes, também profissionais do sexo e população LGBTQIA+" , observa. O Consultório na Rua também realiza atividades em assentamentos, como Celso Daniel, e nas praças Santos Dumont (Miramar), Veríssimo de Melo (Centro), além do Campo do Oeste, com visitas no território. O atendimento também se estende, em dias específicos, nos pontos estratégicos das praças Praça Veríssimo de Melo e Washington Luiz, no Centro, a partir das 20h. Durante a ação são distribuídos kits higiênicos, preservativos masculino e feminino, e máscara de proteção. Os participantes também recebem orientações sobre os cuidados que devem ter durante a pandemia e doenças transmissíveis, principalmente aquelas que acometem a população em situação de rua. Também está prevista também a disponibilização de testes rápidos para HIV e sífilis, uma vez ao mês. A abordagem conta com atuação de uma equipe multiprofissional composta por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e assistente social


* Jornalista: Joice Trindade / Foto: Divulgação / Equipe do Consultório na Rua / reprodução internet / Prefeitura de Macaé\Secretaria de Comunicação Social\Coordenadoria de Jornalismo.


1 visualização0 comentário