top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Conscientização: blitz educativa pelos 17 anos da Lei Maria da Penha


Ação foi realizada nesta segunda-feira (07)


Um marco na proteção às mulheres vítimas de violência doméstica, a Lei Maria da Penha completa 17 anos nesta segunda-feira (07) e para celebrar a data, a Secretaria de Políticas para as Mulheres realizou blitz educativa do CEAM Itinerante com distribuição de material informativo em frente à Praça Veríssimo de Melo, no Centro. A ação foi realizada em parceria com a Patrulha Maria da Penha, da Secretaria de Ordem Pública, Patrulha Maria da Penha - Guardiões da Vida (32° BPM), Procuradoria da Mulher e a Coordenadoria de Educação para o Trânsito, da Secretaria de Mobilidade Urbana.


Ao ser abordada pela equipe, a aposentada Maria de Fátima destacou que passou a conhecer melhor a Lei Maria da Penha e suas aplicações ao acompanhar o trabalho desenvolvido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres. "Considero muito importante que todas nós, mulheres, saibamos quais são os nossos direitos e onde podemos recorrer se precisarmos de ajuda. Por isso essas ações são muito importantes", comentou.



A ação faz parte da programação do Agosto Lilás - campanha de conscientização para o enfrentamento à violência contra a mulher. Ao longo do mês serão realizadas diversas atividades para destacar a importância do tema e promover o diálogo com a população para o fortalecimento do respeito e equidade entre os gêneros.



Durante a blitz, pedestres e condutores receberam panfletos sobre educação no trânsito, as formas de violência contra a mulher e os canais de denúncia, como o "Fala Mulher", além de orientações sobre os serviços direcionados ao público feminino. Ainda durante a abordagem foram realizados dois atendimentos relacionados à violência doméstica.



"A conscientização da sociedade como um todo é fundamental para mudar essa cultura. Precisamos avançar no enfrentamento à violência e na aplicabilidade da Lei, para que mais mulheres tenham coragem de buscar ajuda", observou a coordenadora do Centro de Atendimento à Mulher Pérola Bichara Benjamin (CEAM), Nathalia Mustafa.



Nestes primeiros meses de 2023, foram registrados 309 novos atendimentos a vítimas de violência. No total, ao longo deste ano, o equipamento já registrou mais de 1.300 atendimentos.


* Texto: Jornalista Cris Rosa / Fotos: Ana Chaffin / Comunicação Macaé


Divulgação:


Endereço: Av. Elias Agostinho, 290 / Imbetiba / Macaé / RJ




6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page