top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Conheça as 8 dicas infalíveis para combater o estresse

Reprodução/Internet


É impossível hoje separar o estresse da vida diária. Mas, devemos pensar que combater o estresse é uma obrigação com nós mesmos.


Compromissos profissionais, desentendimentos familiares, cuidado com os filhos, problemas de saúde, dúvidas pessoais e prejuízos financeiros são experiências comuns a milhares de pessoas, e todas são capazes de despertar níveis distintos de estresse.


Alguns indivíduos têm sensibilidade maior ao estresse devido a questões genética, personalidade e experiências de vida.


Às vezes, mecanismos pouco eficazes são desenvolvidos para lidar com o estresse com base em traumas e vivências negativas.


Sendo assim, algumas pessoas tendem a ficar mais estressadas do que outras, embora tenham estilos de vida semelhantes ou passem pela mesma situação.


O estresse também pode ser provocado por uma condição de saúde mental, como a ansiedade, depressão, distúrbios alimentares e síndrome do pânico.


Por isso, combater o estresse é uma obrigação que devemos ter em nossa vida, para encontrarmos qualidade de vida e bem-estar.


Ele não é um sintoma em si, mas uma consequência de precisar administrar sintomas que podem ser debilitantes e desagradáveis. Essa situação pode ser remediada com o tratamento adequado para a condição.


Como não podemos escapar completamente do estresse, minimizar os seus efeitos o máximo possível é importante tanto para a saúde mental quanto física.


Como combater o estresse no dia a dia?


Ficar estressado de vez em quando não é problema.


Alguns dias são mais atarefados e complicados do que outros, então todos nós estamos fadados a encontrar o estresse em nossas vidas.


Os problemas de saúde começam a aparecer quando o estresse é uma constante.


Quando uma pessoa passa por uma situação difícil em casa, no trabalho ou em qualquer outro ambiente que frequenta, ela está constantemente sob o efeito do estresse.


Os momentos de descontração são raros, impedindo que ela descarregue a tensão e melhore o seu humor.


Desse modo, o estresse é acumulado e atinge níveis prejudiciais para a saúde.


O estresse crônico favorece o desenvolvimento de múltiplas doenças, como hipertensão, alergias de pele, gastrite nervosa e depressão. Combater o estresse é uma obrigação precisa ser uma meta em nosso check list diário.


Além disso, aumenta os riscos de infarto e acidente vascular cerebral (AVC).


Uma das características do estresse é o esgotamento mental e físico, o que leva às pessoas a ignorarem os seus efeitos negativos por estarem cansadas demais para pensar nisso.


Assim, a situação tende a se complicar.


Então, combater o estresse é uma obrigação nossa com a nossa saúde física e mental.


Veja abaixo algumas maneiras de fazer isso.


1. Faça atividades físicas


Você tem o hábito de praticar exercícios? Ao movimentar o seu corpo por, no mínimo, 20 minutos, hormônios que ajudam a combater o estresse são liberados no organismo.

Eles também possuem a função de elevar o humor, melhorar a disposição e suavizar dores musculares.


Assim, a prática regular de atividades físicas é essencial para levar uma vida menos estressante, especialmente durante momentos de adversidade.


Você pode escolher entre muitas opções: academia, esportes individuais, esportes coletivos, treinamento funcional, pilates, entre outros.


2. Medite


A meditação é uma técnica excelente para a regulação das emoções e dos pensamentos, além de promover o relaxamento e a melhorar a concentração.


Os minutos dedicados para o silêncio e a respiração são capazes de combater preocupações desnecessárias que causam estresse.


Com uma mente mais vazia e afiada, conseguimos controlar melhor as nossas emoções, abandonando a raiva, nervosismo e apreensão para focar em tomar atitudes voltadas para melhorar a nossa vida.


3. Relaxe


Dizer para alguém relaxar é fácil, mas como encontrar tempo para relaxar da maneira como se deve em meio à correria e aos problemas?


Existem várias formas! É importante você se presentear um momento de descanso e, preferencialmente, preenchê-lo com uma atividade prazerosa ou relaxante.


Muitas pessoas hoje recorrem às redes sociais para relaxar após o trabalho, mas nem sempre os conteúdos que encontramos nessas plataformas despertam emoções positivas.

Neste momento de relaxamento, pense somente em você.


Deixe de lado os problemas, as pendências, os conflitos pessoais e as crises.


Parar de pensar neles por alguns minutos não vai fazer diferença nenhuma, não é mesmo?


Para relaxar, você pode:


  • Fazer uma caminhada em um parque público ou ambiente tranquilizador, como um local próximo à natureza;

  • Desabafar as suas preocupações com pessoas queridas;

  • Praticar um hobby bacana, como cozinhar, ler, andar de bicicleta, fazer trabalhos manuais, entre outros;

  • Fazer exercícios de respiração profunda;

  • Sair para encontrar amigos;

  • Tomar um banho quente; e

  • Praticar yoga.


4. Tenha um diário da gratidão


Manter um diário da gratidão é uma excelente maneira de combater pensamentos e emoções negativas que tentam estragar o nosso humor.


Sempre que se sentir injustiçado, desanimado, irritado ou estressado liste motivos para agradecer em um caderno ou aplicativo do celular.


Podem ser coisas simples, como a sua saúde, o apoio da família, os seus bichos de estimação ou alguma situação breve, porém positiva daquele mesmo dia.

Você também pode agradecer logo após conseguir algo que queria muito, como uma bolsa de estudos ou uma promoção.


É importante, contudo, desenvolver o hábito de agradecer.


O objetivo da gratidão não é esquecer dos problemas ou fingir que eles não existem ao focar nos aspectos bons da sua vida.


Pelo contrário, é relembrá-lo de que existem razões para sorrir, celebrar a sua existência e batalhar por seus objetivos de vida.


Ou seja, esse sentimento funciona como um combustível para você se manter na ativa e enfrentar desafios.


5. Faça terapia


A terapia é uma ferramenta eficaz para minimizar o estresse do cotidiano!

Com frequência, as pessoas se irritam ou permanecem intrigadas com acontecimentos por dias ou semanas a fio.


Elas fazem questão de relembrar o ocorrido como uma forma de autopunição ou para encontrar culpados.


Dessa maneira, colaboraram para o fortalecimento do estresse.


O mesmo acontece com memórias de vivências distantes que deixam feridas emocionais.

As pessoas não conseguem seguir em frente e são confrontadas por emoções, lembranças e pensamentos ligadas ao passado mesmo em suas vidas presentes.


Problemas do dia a dia, como um desentendimento no trabalho ou impasses no relacionamento afetivo, podem ser discutidos com o psicólogo.


Além de expressarem o que sentem acerca dessas situações, pacientes são encorajados a desenvolver mecanismos mais saudáveis para lidar com elas.


Problemas do passado também podem ser abordados na terapia.


Embora nem sempre seja possível resolvê-los, pacientes conseguem colocar um ponto final em situações que lhe trazem dor e ansiedade.


Ao deixar de carregar o peso do passado, podem desfrutar melhor do presente.


6. Tenha hábitos bons


Os hábitos que cultivamos no dia a dia têm um impacto significativo na nossa saúde. Será que você está colaborando para o estresse sem saber?


Dormir tarde, não ingerir alimentos saudáveis, passar horas consumindo conteúdos desagradáveis no celular, reclamar constantemente, fumar, sedentarismo, beber de modo desregrado, fazer as coisas correndo, remoer o passado e se punir por não conseguir atingir os seus padrões pessoais de perfeição são hábitos que gradativamente prejudicam a saúde mental e física.


Você pode ter consciência de alguns deles, como a alimentação desequilibrada e a falta de atividades físicas, por serem mencionados com frequência por profissionais da saúde.

Já outros hábitos podem passar despercebidos, como cultivar pensamentos pessimistas, gastar o dinheiro que você não tem e não se permitir celebrar as suas conquistas.


Reflita sobre a qualidade dos seus hábitos diários para identificar quais áreas da sua vida precisam de atenção no momento.


Em seguida, proponha alternativas saudáveis, como mudar o seu diálogo interno de negativo para positivo e manter a mente focada no presente, e comece a trabalhar para consolidar esses hábitos.


7. Cultive bons relacionamentos


Os relacionamentos podem ser uma grande fonte de estresse, então pense bem com quem você quer se relacionar.


Às vezes não podemos evitar pessoas difíceis de lidar no trabalho ou na faculdade, mas podemos escolher com quem queremos manter contato regularmente.


Procure firmar relacionamentos com indivíduos que lhe colocam para cima, são bons ouvintes, possuem valores semelhantes aos seus e estão dispostos a ajudá-lo quando você pedir.


Em contrapartida, fuja de quem drena a sua energia, não consegue parar de reclamar e não faz você ter vontade de frequentar determinados ambientes.


8. Busque a satisfação no ambiente de trabalho


O ambiente de trabalho é outro fator que leva muito estresse para a vida das pessoas.

Se você não está contente com o seu emprego atual ou a direção em que a sua vida profissional está indo, é provável que também esteja estressado.


A insatisfação transforma qualquer situação em um grande acontecimento negativo e, por isso, você pode ficar muito irritado com os menores dos impasses no trabalho.

É importante, então, que o trabalho esteja sempre alinhado com os seus objetivos e paixões.


Lembre-se que combater o estresse é uma obrigação pois precisa ser visto como uma tarefa diária, que exige disciplina e foco no bem-estar.





11 visualizações0 comentário
bottom of page