top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Como evitar acidentes na água?

Cerca de 15 pessoas morrem afogadas todos os dias no Brasil — dentre essas, quatro são crianças. Mas há maneiras de afastar o perigo

Crianças com menos de 9 anos só devem ficar perto de piscinas quando houver um adulto próximo. Foto: Newton Daly/Getty Images

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o afogamento é uma das principais causas de morte infantil.


E a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa) estima que mais de 90% dos episódio...


Evitando afogamentos


Seguindo protocolos básicos, é possível aproveitar a água com segurança


1. Vigie sempre

Jamais deixe uma criança sozinha próxima a redutos de água. Isso inclui piscina, mar, banheira, balde, vaso sanitário. A supervisão é essencial à prevenção.


2. Restrinja o acesso

Tenha certeza de que todo reservatório de água não está ao alcance da criança. Mantenha banheiro e lavanderia fechados, grades na piscina etc.


3. Utilize proteção

Piscinas devem ter grades verticais de pelo menos 1,5 m para a criança não escalar, dois pontos de aspiração e uma tampa de ralo antissucção, no mínimo.


4. Fuja da correnteza

Mesmo crianças que sabem nadar podem se afogar em mar, rio ou cachoeira. O ideal é ter um adulto a no máximo um braço de distância e evitar águas turbulentas.


5. Explique a situação

Conte para a criança sobre os riscos de nadar desacompanhada e de brincadeiras perigosas, como correr junto à piscina ou empurrar os outros na água.


6. Observe os sinais

Se o mar está revolto, uma área da praia está interditada ou pode chover, redobre os cuidados. Respeite os indícios e tenha meios de pedir socorro.


* https://saude.abril.com.br/Por Ingrid Luisa


Divulgação:




6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page