• Jornal Esporte e Saúde

Começa em Macé vacinação antirrábica de cães e gatos nos bairros


A vacinação acontece no Lagomar, Ajuda e Aeroporto (confira o calendário)


A gata Julieta, com 4 meses, e o cachorro Hulk, de dois anos, foram uns dos primeiros a chegar para tomar a vacina antirrábica, na terça-feira (26), à Avenida dos Bandeirantes, na praça em frente à UPA, no bairro Lagomar I.


“Gosto muito dela e tenho que cuidar”,disse Ísis, de 8 anos, dona da gatinha, acompanhada do pai, Adeilson Carvalho Barbosa. Hulk estava no colo do dono, Joan Fernandes de Oliveira, que disse não perder o calendário de vacinação do seu pet. A vacinação é gratuita, começou nesta terça, simultaneamente, em Ajuda de Cima, no antigo ponto final do ônibus.

O atendimento aos animais é feito das 9h às 16h. A campanha se estende na quarta (27), no Lagomar II, à Avenida dos Bandeirantes (em frente à sede do Sindserv) e, na quinta (28), no Lagomar III (Rua W5 com Rua W28). Na quarta, a equipe da Coordenação Especial de Vigilância Ambiental em Saúde também estará vacinando no Parque Aeroporto I (Zelita Rocha). A vacinação continuará na quinta (28) no Parque Aeroporto II (Praça Principal). Encerrando a semana, na sexta (29), o atendimento será no Bairro Ajuda de Baixo (Subestação da Enel) e no Parque Aeroporto III (Praça da Ampra). “Temos mil doses por dia e a população deve aproveitar a oportunidade. Aqui no Lagomar a procura está grande e acreditamos que vamos atender quase a totalidade dos animais do bairro”, disse o supervisor da área, Joelson Gomes do Nascimento.

Segundo ele, os moradores de qualquer bairro podem levar seus animais, a partir de quatro meses de vida, para vacinar. Nascimento orienta que não podem ser vacinadas as gatas e cachorras prenhas ou amamentando. O que você precisa saber sobre a vacina - A vacina antirrábica é obrigatória e deve ser aplicada uma vez por ano em gatos e cães. Ela evita a doença raiva que está controlada no país, mas, se o animal não for vacinado, pode causar preocupação para a saúde animal e do homem quando mordido por um pet com a doença. A vacina é a única forma de prevenir a raiva, uma infecção viral que ataca o sistema nervoso central, causa inflamação no cérebro e é fatal em quase 100% dos casos, segundo dados do Ministério da Saúde. O controle da doença, através da vacinação dos animais, é importante para a saúde pública.


* Jornalista: Elis Regina Nuffer \ Comunicação Macaé.


Patrocinado:



Macaé - RJ

37 visualizações0 comentário