• Jornal Esporte e Saúde

Com migração para a Onda Verde do Minas Consciente, feira livre retorna em Muriaé e em novo endereço

Novo local será no calçadão da Avenida JK, região central da cidade. Segundo a Prefeitura, mudança no programa estadual gerou a oportunidade que ocorrerá com distanciamento entre barracas e respeitando as práticas de prevenção por causa da pandemia de Covid-19.


Hortifruti — Foto: Prefeitura/Divulgação

A Prefeitura de Muriaé divulgou o retorno da feira livre na cidade a partir da próxima quarta-feira (11), entre 7h e 12h. O funcionamento ocorrerá em novo endereço, no calçadão da Avenida JK, na altura da Rua João Crisóstomo, próximo ao Bairro Rosário. Segundo a Administração Municipal, há intenção de levar a feira para outros pontos da cidade também.

Os feirantes ficarão organizados em meia pista e os consumidores poderão ficar nas calçadas para realizar as compras. Segundo o secretário adjunto de Agricultura e Meio Ambiente, Fernando Levati, a liberação da feira em uma área central da cidade foi um pedido dos agricultores participantes.

"Os produtores estavam parados com parte da categoria trabalhando aos domingos. Agora, com a migração para a ‘Onda Verde’, criamos esta oportunidade, mantendo o distanciamento entre barracas e respeitando as práticas de prevenção”, explicou o secretário.

De acordo com o Executivo, o objetivo é fortalecer e qualificar a comercialização de produtos hortifrutigranjeiros e outros itens produzidos no município, dando aos moradores a oportunidade de comprar verduras e legumes frescos.

Outros pontos

O projeto da Secretaria de Agricultura é levar a feira para outros pontos da cidade também. “Estamos conversando e chegando a um consenso com os feirantes para estabelecer uma dinâmica de atendimento em diferenciados bairros. O ideal é que façamos um rodízio em diversas partes do município, atendendo assim a todos de forma igualitária”, frisou o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Carlos Kneip.

Padronização

Conforme a Prefeitura, uma empresa será licitada para fazer a montagem e desmontagem das barradas, além da fixação de banheiros químicos e limpeza do ambiente ao término de cada feira. O objetivo é padronizar as barradas das feiras livres no município.

Variedade de produtos

A fim de oferecer mais oportunidades para os agricultores, a Prefeitura organizou 3 frentes de trabalho:

  • Feiras Livres em pontos variados;

  • Centro de Distribuição, que envolve a venda de produtos para proprietários de mercados, mercearias, quitandas e lanchonetes;

  • Mercado Municipal, que deverá ser reativado após o término das obras.


A previsão para reabertura do Mercado Municipal assim como os outros pontos das feiras livres e do centro distribuição não foram informados pelo Executivo.

* Por G1 Zona da Mata.

2 visualizações0 comentário