top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

CIEMH² Núcleo Cultural realiza 4ª edição do projeto “Artes Integradas em Curso”, em Macaé

O projeto prevê a formação de mais de 200 pessoas para fomentar a cultura no município


Campo Doest 50 / foto: Divulgação



Apresentações artísticas, mostras culturais, aulas de dança e várias outras atividades serão disponibilizadas na 4ª edição do projeto “Artes Integradas em Curso”, que será realizada em Macaé, entre os meses de julho e dezembro deste ano. Com programação totalmente gratuita, o projeto inicia neste sábado (1), ÀS 10h, com a Mostra Cultural na Praça Veríssimo de Melo, no Centro de Macaé.

Oficina de DJ ©Juan Porto / foto: Divulgação


Este ano, o “Artes Integradas em Curso” conta com a realização de cinco edições da Mostra

Cultural, em cinco bairros diferentes da cidade. Ao todo, serão quatro apresentações artísticas profissionais de dança, teatro, música e circo, mais cinco aulas abertas nos segmentos de dança, teatro, circo, música, audiovisual e artes visuais, além de exposições de Graffiti e Pintura em Tela e espaço “Leitura, Sabor e Arte”, disponível para os participantes do evento.

Dança de Rua foto: Divulgação

A programação no sábado (1), onde será realizado o evento de Lançamento do projeto às 10h na Praça Veríssimo de Melo conta com a primeira Mostra Artística com apresentações da Cia Chirulico, DJ Laary Reys, Represent Dance Crew e Rafael Souza, contará ainda com Aulas Livres de Dança, Circo e Teatro, um Espaço de Leitura com títulos literários para todas as idades, Exposição fotográfica Cantos de Macaé do fotógrafo Raphael Bózeo, Intervenções com o DJ Avellar e muito mais.

Coletivo FLORES / foto: Divulgação

O projeto tem o patrocínio da EDF Brasil, via Lei de Incentivo à Cultura e realização do CIEMH2 Núcleo Cultural, Ministério da Cultura e Governo Federal do Brasil.

Teatro/ foto: Divulgação

Segundo Renato Mota, coordenador de produção do projeto, uma vez por mês, sempre aos sábados, o projeto estará em um bairro diferente com a Mostra Cultura, com atividades diversas entre aulas abertas, apresentações artísticas, exposições e espaço de leitura. Os bairros escolhidos são Centro, Campo D'Oeste, Visconde De Araújo, Morro de São Jorge e Praia Campista. Ainda de acordo com Renato, o projeto foi pensado a partir de todos os resultados das 3 edições anteriores, agradando a crianças, adolescentes, jovens e adultos que buscam o lazer e formação na área cultural. “Nesta edição para aqueles que buscam o desenvolvimento e formação cultural contaremos com mais de 10 modalidades artísticas. Teremos também workshops de formação continuada para os profissionais da cultura de Macaé e Região. O projeto foi pensado para atender a todos os públicos indistintamente, um projeto realmente para toda a família”, explica. A produção do evento também oferecerá oficinas culturais gratuitas, que serão realizadas na sede do CIEMH² Núcleo Cultural, no bairro Sol e Mar. Os interessados poderão realizar oficinas de danças, ballet, teatro, musicalização, DJ/sonorização, circo, arte e design, audiovisual e acessibilidade cultural. Nesta edição também serão realizados três Workshops profissionais nas modalidades artes cênicas, musical e audiovisual. Um dos gargalos da cidade de Macaé, segundo Renato Mota, é que profissionais da cultura que querem dar continuidade aos seus estudos, precisam sair da cidade. A formação leva até Macaé essa possibilidade. “Diante dessa ‘dificuldade’, iremos propor essa formação trazendo grandes artistas nas áreas de artes cênicas, música e audiovisual”, afirma. Ele acrescenta ainda que a missão do CIEMH2 é proporcionar o lazer e a formação como indivíduo, mas também mostrar que é possível ser profissional na área artística e que em Macaé há mercado para isso. “E hoje, por exemplo, a maioria dos profissionais que atuam produzindo, criando, dirigindo, ministrando aulas foram alunos de nossos projetos anteriores”, conta. Plateia e finalização Com o intuito de fomentar a formação de plateia e a participação de grande público às atividades oferecidas, serão realizadas cinco ações em unidades escolares do Município com pequenas intervenções artísticas. Fechando o projeto em grande estilo, em dezembro será realizado um super Espetáculo Musical, em Teatro da cidade, com o resultado artístico das 12 oficinas realizadas ao longo do ano e contará com grupos teatrais convidados. Renato fala sobre as expectativas para o “Artes Integradas em Curso” e lembra que produzir um projeto cultural de grande porte no Brasil, principalmente do interior para o interior do Estado do Rio de Janeiro não é fácil. “Passamos sempre por grandes dificuldades, principalmente na questão financeira. As três primeiras edições foram realizadas com patrocínio da Petrobras, viabilizado pela Lei de Incentivo Estadual, na edição de 2023 estamos realizando via Lei de Incentivo Federal, com o patrocínio da EDF BRASIL, que sempre fomentou a cultura no município de Macaé, e doações de pessoas físicas. Depois de alguns anos na batalha para captar recursos, estamos trabalhando com toda dedicação para que possamos atender a mais do que as 230 vagas nas oficinas e workshops, além de borbulhar arte por toda a cidade”, comemora. Edições Anteriores

O projeto “Artes Integradas em Curso” já foi realizado em três edições, com patrocínio da Petrobras, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, nos anos de 2012, 2014 e 2016, com um resultado espetacular e crescente. Ao todo, foram 31 turmas formadas, com um total de 940 participantes em oficinas, 120 em workshops, além de 3.800 espectadores nos eventos urbanos, nas Mostras Artísticas de conclusão do projeto e apresentações em Teatros. Além da contratação direta de 90 profissionais da região. Este ano, o projeto tem o patrocínio da EDF Brasil, via Lei de Incentivo à Cultura e realização do CIEMH2 Núcleo Cultural, Ministério da Cultura e Governo Federal do Brasil. Sobre a patrocinadora:

Fundada em 2004, a EDF Brasil é parte do Grupo Électricité de France (EDF), a maior empresa de energia elétrica do mundo, presente nos cinco continentes. Como plataforma de desenvolvimento para projetos e serviços de geração térmica e hídrica, produz energia para mais de 4 milhões de pessoas no Brasil, além de também atuar no segmento de transmissão, com planos de expansão para novos negócios. Por meio da gestão eficiente, governança moderna e estrutura consolidada, a EDF Brasil oferece soluções competitivas, combinando inovação, desenvolvimento econômico e preservação do meio ambiente. Com isso, tem se tornado referência em eficiência operacional, contribuindo para a transição energética e a modernização do setor elétrico brasileiro, e assumindo um papel fundamental frente aos objetivos do Grupo EDF no país. A holding EDF Brasil abriga as seguintes subsidiárias: EDF Norte Fluminense, empresa responsável pela usina termelétrica homônima, situada em Macaé (RJ); EDF Serviços, que concentra os contratos de serviços de Operação & Manutenção (O&M) de usinas geradoras; a Sinop Energia, companhia que controla a Usina Hidrelétrica Sinop, em Mato Grosso, e que conta com participação de 51% da EDF Brasil; e a EDF Oiti Transmissora, responsável pelo primeiro empreendimento de transmissão de energia da companhia. PROGRAMAÇÃO DE LANÇAMENTO SERVIÇO: Projeto “Artes Integradas em Curso” Quando: A partir do dia 1º de julho, com a Mostra Cultural na Praça Veríssimo de Melo, no Centro de Macaé Oficinas: Sede do CIEMH² Núcleo Cultural - R. Eleosina Pereira de Queirós Matoso, 105 - Sol e Mar, Macaé - RJ Programação totalmente gratuita Realização: CIEMH² Núcleo Cultural


* Laís Monteiro / @monteiro.assessoria



13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page