• Jornal Esporte e Saúde

Cenário energético estimula em Macaé Projeto “Termelétrica nas Escolas”


O secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Vianna, se reuniu com os idealizadores do projeto “Termelétrica nas Escolas”

Foto: Divulgação / reprodução internet.


A consolidação de Macaé como polo na produção de energia elétrica está atraindo investimentos de outros projetos para o município. Um deles, “Termelétrica nas Escolas”, inspirado nesse novo eixo em ascensão de desenvolvimento econômico do município, visa contribuir para divulgar Macaé como a cidade da energia e do conhecimento e despertar nos alunos participantes a vontade de se profissionalizarem na área. O projeto foi apresentado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, cujo trabalho tem corroborado para esta consolidação. Os idealizadores e coordenadores do projeto, Pedro do Nascimento Costa e Danilo Galvão, se reuniram com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Macaé, Rodrigo Vianna, que analisará o projeto juntamente com outras secretarias municipais. A ideia é estudarem de que forma o governo municipal pode contribuir para o projeto voltado para a inclusão e qualificação profissional. O “Termelétrica nas Escolas” consiste em difundir conhecimento entre os alunos, tanto no Ensino Médio quanto no superior, da abertura de mercado presente e futuro com a nova era energética, daí a importância de buscarem apoio institucional com a prefeitura. O município já conta com duas termelétricas em operação e outras 11 têm potencial de se instalarem. Pedro é técnico de manutenção em uma termelétrica há oito anos e reuniu conhecimento e vontade de fazer junto com o amigo técnico de mecânica Danilo Galvão para levar o projeto às escolas. Eles já atuam no “Grupo Amigos dos Colégios Estaduais de Macaé e Região” e o intuito é ampliar o trabalho para todas as esferas com o “Termelétrica nas Escolas. “Nosso objetivo é mostrar aos alunos os prós e os contras da vinda das termelétricas para o município e como funciona uma termelétrica por dentro. Eles vão aprender e divulgar com conhecimento. Agradecemos à prefeitura, através do secretário Vianna, que nos recebeu para conhecer o nosso projeto”, enfatizou Pedro. Ele explicou que o projeto será desenvolvido em módulos para alunos do terceiro ano do Ensino Médio, a partir do dia 5 de março do ano que vem, começando nas escolas estaduais Visconde de Araújo, Télio Barreto e Raquel Reid, em Macaé. O projeto será levado, inicialmente, às 12 escolas estaduais localizadas no município. Segundo Pedro, cada escola participará com até 20 alunos que tiverem as melhores notas no currículo escolar como forma de valorizar aqueles que gostam de estudar. O curso terá apostilas, palestras e vídeos com aulas presenciais aos sábados. Entre os parceiros do projeto estão professores, diretores de escolas, psicólogos, biólogos, técnicos na área e outros de órgãos públicos e privados. Além da visita técnica a uma termelétrica no final do curso, a ideia é que cada escola ganhe uma exposição permanente de grafite sobre o tema e alunos e monitores programem juntos um vídeo game sobre como funciona uma termelétrica. “No projeto, os alunos também aprenderão noções de como economizar energia elétrica e, a partir desse nosso trabalho, poderemos despertar neles a vontade de serem profissionais do setor, um dos resultados mais esperados”, concluiu Pedro.


* Jornalista: Elis Regina Nuffer / Prefeitura de Macaé\Secretaria de Comunicação Social\Coordenadoria de Jornalismo.


Patrocinado:








3 visualizações0 comentário