top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Catarata: prefeitura de Macaé realizou 43 cirurgias neste sábado


Proposta é realizar 40 cirurgias oftalmológicas de catarata por mês


A Prefeitura de Macaé, por meio da Secretaria de Saúde realizou neste sábado (05), no Hospital São João Batista, 43 cirurgias oftalmológicas de catarata. A partir de agora os pacientes que necessitam deste serviço não irão precisar se deslocar para outros municípios.



O prefeito Welberth Rezende, reforçou que vem realizando diversas ações na rede municipal de saúde, com entrega de vários equipamentos públicos ao longo do mês e na área oftalmológica o município irá contar com um Hospital de Olhos. “Enquanto o hospital não entra em operação já estamos ofertando as cirurgias para que essas pessoas que aguardavam por este momento possam ter sua qualidade de vida resgatada”, frisou.



A iniciativa visa a melhora da qualidade da visão e da vida dos pacientes que na maioria dos casos têm dificuldade de enxergar com nitidez. A proposta da prefeitura é realizar uma média de 40 cirurgias por mês e zerar a demanda pelo serviço.



A secretária de Atenção Básica, Natália Antunes, que esteve com os pacientes e seus familiares disse que este é um marco para a cidade. “Este era um desejo do prefeito que Macaé tivesse um hospital de Olhos e juntamente com o secretário de Saúde, Alexandre Cruz e a secretária de Média e Alta Complexidade, Mayara Rezende, apresentamos este projeto que foi prontamente aceito. É muito gratificante ver o entusiasmo e a emoção dessas pessoas”, pontuou.



Ela ressaltou que desde 10 de julho, estes pacientes estão sendo atendidos com consultas e exames. “Estamos atendendo os pacientes que já possuem diagnóstico de catarata com data de junho de 2022 a fevereiro de 2023. Hoje essa demanda de pacientes diagnosticados que aguardavam ser chamados para outras cidades são aproximadamente 400 pessoas”, destacou.



Para o filho da paciente, Olinda da Silva, 76 anos, Ricardo Silva Matos, é muito bom ver a mãe sendo atendida na cidade, sem a necessidade de se deslocar. “Só posso agradecer a toda equipe da prefeitura por proporcionar este momento. Era muito sacrificante ter que viajar para passar por todo processo. Minha mãe tem dificuldade de locomoção e tínhamos que ir com ela para Campos”, falou. Já a senhora Olinda, espera voltar a fazer coisas simples como assinar o seu nome. “Essa semana chegou uma entrega na minha casa e tive muita dificuldade para assinar no local indicado, pois não enxergava direito, mas a partir de hoje isso vai mudar”.



Quem também tem sua rotina limitada é Maria de Fátima da Costa, 69 anos. “É muito bom saber que agora tudo vai mudar. Hoje não consigo fazer as coisas em casa, sair para ir sozinha na padaria e até ao médico. A expectativa é ter essa autonomia novamente”, falou.




Segundo dados da Secretaria de Saúde desde 10 de julho, início dos atendimentos oftalmológicos na cidade, foram realizadas 208 consultas gerais (completas com exames de ceratometria, tonometria, fundoscopia, biomicroscopia e teste de visão), 71 consultas médicas pré-operatórias, 112 exames pré-operatórios (completos com biometria ultrassônica, microscopia especular de córnea, potencial de acuidade e topografia, 76 ultrassonografias de globo ocular e 07 capsulotomia Yag laser (limpeza de lente).


* Texto: Jornalista Genimarta Oliveira / Fotos: Moisés Bruno / Comunicação Macaé


Divulgação:




Endereço: Av. Elias Agostinho, 290 / Imbetiba / Macaé / RJ



14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page