• Jornal Esporte e Saúde

Casal suspeito de envolvimento na morte de idosa vítima de bala perdida em Muriaé é preso em cidade

Um jovem e uma mulher foram pegos nesta quinta-feira (24) em Rio das Ostras. Crime ocorreu em maio enquanto a vítima regava plantas na varanda de casa.


Imagem de arquivo mostra sacada que idosa foi vítima de bala perdida em Muriaé

— Foto: Silvan Alves/Reprodução


A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (23) um casal suspeito de participar da morte de uma idosa vítima de bala perdida em Muriaé. De acordo com a corporação, um jovem de 20 anos e uma mulher de 38 foram presos em Rio das Ostras (RJ). Além disso, um outro integrante da família também foi detido, mas por outro crime. Uma coletiva de imprensa está marcada para esta sexta-feira, às 14h30, para outros detalhes da investigação.

Segundo a Polícia Civil, a vítima estava na varanda da residência dela quando foi atingida por disparo de arma de fogo. O fato ocorreu após desentendimento na região entre pessoas envolvidas no tráfico de drogas na cidade.

Depois do crime, os envolvidos fugiram para a Região dos Lagos. Investigadores fizeram o monitoramento e eles foram encontrados em casa de parentes em Rio das Ostras, nesta quinta-feira.

Também durante a ação, que foi realizada por policias civis de MG e RJ, a corporação prendeu um outro integrante da família, de 29 anos, que estava foragido por um outro crime, que não teve mais informações divulgadas.

O crime

No dia 22 de maio, a idosa morreu após ser atingida por uma bala perdida enquanto regava as plantas na varanda de casa em Muriaé.

Na época, o coordenador da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil de Muriaé, delegado Tayrony Espíndola, informou ao G1 que o disparo de arma de fogo que acertou a cabeça da vítima foi ocasionado por um desentendimento entre pessoas envolvidas com o tráfico de drogas na região.

Equipes das polícias Militar (PM) e Civil compareceram ao local juntamente com o delegado Glaydson de Souza para a realização dos trabalhos de praxe e posteriores buscas. O Corpo de Bombeiros também foi acionado para prestar socorro, no entanto, ao chegar à residência, a vítima já estava morta.

* Por G1 Zona da Mata.

6 visualizações0 comentário