top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Carnaval consciente une folia e prevenção à dengue

Com cuidados básicos é possível aproveitar a festa e evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti Carnaval consciente une folia e prevenção à dengue

Foto arte: Divulgação


Na medida em que o Carnaval se aproxima, a empolgação aumenta. Os foliões dão os últimos retoques nas fantasias e conferem o roteiro que escolheram para garantirem o máximo divertimento durante os quatro dias de festa. Mas, além de toda a preparação de costume para o período, é preciso ter cuidado para não encontrar um visitante indesejado no retorno para casa depois da folia: o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chicungunya e febre amarela. 'Não dê bobeira para o Bloco do Aedes'!


A Secretaria de Saúde de Macaé, através da Coordenadoria Especial de Vigilância Ambiental em Saúde (Cevas), orienta que cada um deve fazer a sua parte, levando em conta que a dengue pode atingir crianças, adultos e idosos de todas as idades e é um dos principais problemas de saúde pública no mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).


É importante evitar água parada todos os dias, porque os ovos do mosquito podem sobreviver por um ano e meio no ambiente. Prevenir a dengue depende dos cuidados que cada um realiza para eliminar os criadouros e, assim, evitar a reprodução do mosquito. A dengue é a doença urbana mais prevalente nas Américas, principalmente no Brasil, e não existe um tratamento específico.


O mosquito deposita seus ovos em recipientes ou locais cheios de água, daí a importância de todos se prevenirem contra a dengue, doença que pode evoluir para uma forma mais grave, como a dengue hemorrágica, e se tornar fatal se não for tratada a tempo. Caso alguém saiba de criadouro do mosquito, pode denunciar através do e-mail: cevas@macae.rj.gov.br. Ou, ainda, pelo serviço Disque-Dengue, com ligação gratuita: 0800-022-6461, além do WhatsApp Aedes (22) 2772-6461.


Então, antes de aproveitar o Carnaval, algumas medidas simples podem ser adotadas dentro de casa para a proteção individual e evitar a proliferação do Aedes aegypti:


- Colocar areia nos vasos de plantas;

- Guardar garrafas com a boca virada para baixo;

- Limpar sempre as calhas e canos;

- Não jogar lixo em vias públicas, terrenos baldios, lagos e rios;

- Colocar o lixo sempre em sacos ou recipientes fechados;

- Manter baldes, caixas d’água, cisternas e piscinas sempre tampados;

- Proteger as áreas do corpo que o mosquito possa picar, com o uso de calças e camisas de mangas compridas;

- Usar repelentes nas partes expostas do corpo (seguindo as indicações do fabricante), principalmente, durante o dia quando o Aedes gosta mais de picar;

- Verificar se há água parada em pneus, vasos de plantas, garrafas, baldes e em outros recipientes que acumulam água;

- Tampar o vaso sanitário em desuso;

- Limpar com frequência bandeja de ar condicionado e recipiente externo de geladeira;

- Utilizar mosquiteiros sobre a cama e colocar telas em portas e janelas;

- Tampar os ralos ou colocar desinfetante com frequência;

- Lavar a vasilha de água de seu animal de estimação pelo menos uma vez por semana;

- Em casos de obras, ficar atento a lonas, carrinhos de mão, betoneiras, lajes, tonéis e poços de elevadores;

- Evitar acúmulo de objetos em áreas a céu aberto;

- Eliminar copinhos plásticos, tampas de refrigerantes e cascas de coco em sacos que possam ser lacrados;

- Furar latas de alumínio antes de descartar para não acumular água.


* Prefeitura de Macaé / Secretaria de Comunicação Social / Coordenadoria de Jornalismo


Divulgação:

Righi Restaurante

Endereço: Av. Elias Agostinho, 290 / Imbetiba / Macaé / RJ



Macaé / RJ




5 visualizações0 comentário
bottom of page