• Jornal Esporte e Saúde

Brasil goleia o Vietnã na estreia do Mundial de Futsal: 9 a 1

Com quatro gols de Ferrão, seleção atropela rival e termina a rodada na liderança do grupo D da Copa do Mundo. Próximo compromisso é contra a República Tcheca na quinta-feira, às 14h

O Brasil estreou em grande estilo na Copa do Mundo de Futsal da Lituânia. Jogando na cidade de Klaipeda, a seleção aplicou uma sonora goleada de 9 a 1 no Vietnã nesta segunda pela primeira rodada do grupo D. Os gols brasileiros foram marcados por Ferrão (quatro), Dieguinho (dois), Rodrigo, Pito e Leozinho. Dinh Hung Khong descontou. O resultado coloca o time verde-amarelo na liderança da chave pelo saldo de gols, já que, mais cedo, a República Tcheca venceu o Panamá por 5 a 1.

A seleção canarinho volta a jogar na próxima quinta-feira, às 14h (de Brasília), novamente em Klaipeda. O adversário é a República Tcheca em partida com transmissão da Globo, SporTV e tempo real no ge.


Brasileiros comemoram um dos gols sobre o Vietnã — Foto: Chris Ricco/FIFA

Início arrasador

O Brasil iniciou a partida pressionando e, aos dois minutos, Ferrão serviu Rodrigo, que bateu rasteiro para fazer 1 a 0. Mesmo com a vantagem, a seleção brasileira seguiu com o mesmo ímpeto ofensivo e, aos três minutos, Ferrão quase marcou o segundo. O lance foi um prenúncio do que viria a seguir. Aos quatro, Gadeia fez boa jogada pela direita e serviu Ferrão, que marcou 2 a 0.


Rodrigo fez o primeiro gol do Brasil no Mundial — Foto: Chris Ricco/FIFA

Ele estava demais. Um minuto depois, Ferrão deu uma linda cavadinha e a bola pegou no travessão. Aos seis, o melhor jogador de futsal do mundo girou para cima do fixo vietnamita e acertou o canto direito de Van Y Ho, fazendo 3 a 0. Três minutos depois, já com um novo quarteto em quadra, o Brasil quase ampliou numa finalização de Leandro Lino, que pegou na trave.


Acuado até então, o Vietnã conseguiu descontar aos 13 com Dinh Hung Khong numa cobrança de falta em dois toques. O Brasil não se abateu e respondeu logo depois num gol de Dieguinho em jogada individual: 4 a 1. Mesmo com o placar elástico, a seleção continuou na mesma pegada até o fim do primeiro tempo. Ainda deu tempo para Pito marcar o quinto, definindo o placar da etapa.


Ferrão encara a marcação vietnamita — Foto: Chris Ricco/FIFA

Ferrão marca mais dois

O segundo tempo mal começou e Ferrão fez o seu terceiro gol na partida ao interceptar um passe e tocar na saída do goleiro Van Y Ho. Ele queria mais. Aos quatro minutos, o pivô do Barcelona driblou o vietnamita Anh Duy Nguyen e balançou a rede pela quarta vez no jogo: 7 a 1. Aos sete, Van Y Ho tentou driblar Dieguinho, mas pisou na bola e acabou dando de presente para o brasileiro marcar o oitavo.


Aos poucos, o Brasil foi tirando o pé do acelerador, passando a cadenciar mais o jogo. Com isso, o técnico Marquinhos Xavier lançou alguns jogadores do banco como o goleiro Djony e o fixo Lé. Aos 13, Leandro Lino avançou sozinho pela direita e tocou para fora. Um minuto depois, Leozinho apareceu livre na área para marcar 9 a 1.

A quatro minutos do fim, o Vietnã lançou Van Vu Tran como goleiro-linha no intuito de ter mais posse de bola e evitar sofrer mais gols. A estratégia acabou dando certo, e o placar não foi mais movimentado até o apito final.


Brasil: Guitta, Rodrigo, Gadeia, Dyego e Ferrão. Entraram: Djony, Marlon, Bruno, Leandro Lino, Leozinho, Pito, Arthur, Lé e Dieguinho. Técnico: Marquinhos Xavier.

Vietnã: Van Y Ho, Quoc Nam Le, Doan Phat Chau, Minh Tri e Van Vu Tran. Entraram: Anh Quy Nguyen, Duc Hoa Pham, Anh Duy Nguyen, Dac Huy Nguyen, Duc Tung Vu, Gia Hung Nhan, Van Hieu Nguyen, Dinh Hung Khong e Thanh Tim Nguyen. Técnico: Minh Giang.


* Por Redação do ge — Klaipeda, Lituânia.

--:--/--:--

1 visualização0 comentário