• Jornal Esporte e Saúde

Brasil estreia no Mundial de handebol e tenta desafiar potências

Seleção feminina, campeã em 2013 e em processo de renovação, encara a Croácia no primeiro jogo na Espanha e busca voltar a fazer frente às principais equipes do mundo


O Brasil estreia no Mundial Feminino de Handebol, na Espanha, nesta quinta-feira – e o primeiro passo talvez seja o mais difícil deste início. A seleção, campeã em 2013, encara a Croácia, às 14h, na primeira partida da competição, em Castelló, sede do grupo G. Em meio a um processo de renovação, o time brasileiro tenta fazer frente aos rivais para voltar aos seus melhores dias no cenário mundial.

São oito grupos com quatro seleções em cada. Na primeira fase, além da Croácia, o Brasil encara Japão, no dia 4, e Paraguai, no dia 6. As três melhores seleções de cada chave avançam à fase seguinte. Ainda que as croatas tenham se classificado pela primeira vez para o Mundial em dez anos, a seleção brasileira tem retrospecto difícil contra as rivais. Em amistoso em abril, o Brasil perdeu por 24 a 21.


Alexandra Nascimento é uma das referências da seleção — Foto: Reuters

O Brasil encara um processo de reformulação em sua estrutura. Após ficar em 11° lugar Olimpíadas de Tóquio, o técnico Jorge Duenas foi substituído por Cristiano Rocha.


- É um momento muito importante da minha vida profissional. Todos sonham em ser o técnico da seleção brasileira e, para mim, isso não é diferente. Eu acredito que estou preparado e motivado para fazer o meu melhor para nosso país – disse Cristiano, em fala reproduzida pelo site da competição.


Em quadra, a seleção também tenta se renovar. Do time campeão mundial em 2013, apenas seis jogadoras permanecem. Nomes experientes como Alexandra Nascimento, Bárbara Arenhart e Ana Paula devem guiar um time com jogadoras mais jovens, como Bruna de Paula. Duda Amorim, outra referência, se aposentou da seleção logo depois de Tóquio.


Na Espanha, o Brasil não chega como um dos favoritos. Holanda, atual campeã, Noruega, bicampeã mundial e atual campeã europeia, e França, atual campeã olímpica, são os principais candidatos ao título. A seleção, porém, tentará voltar a brigar pelas primeiras posições.


- O desafio principal é fazer o Brasil lutar novamente pelas primeiras posições nas competições internacionais e, claro, classificar para as Olimpíadas – disse o técnico.

Confira os jogos do Brasil: Quinta-feira (02/12) 14h - Croácia x Brasil

Sábado (04/12) 16h30 - Japão x Brasil

Segunda (06/12) 14h - Brasil x Paraguai


* Por Redação do ge — Castelló, Espanha


2 visualizações0 comentário