• Jornal Esporte e Saúde

Brasil atropela a França e vai à final da Liga das Nações

Seleção domina rivais, vence por 3 sets a 0 e garante vaga na decisão neste domingo


A queda na fase de classificação ligou o alerta. Diante de um de seus maiores rivais, o Brasil mudou a postura e tomou a frente desde o início em Rimini, na Itália. Com uma atuação quase perfeita de Leal, a seleção brasileira dominou a França e garantiu a vaga na final da Liga das Nações em 3 sets a 0, parciais 25/20, 25/18 e 25/19.


Agora, o Brasil espera pelo rival na decisão, neste domingo - Polônia e Eslovênia se enfrentam na outra semifinal. A seleção entra em quadra às 10h, com transmissão da TV Globo e do SporTV2 e cobertura em tempo real do ge.


Brasil festeja ponto contra a França — Foto: Divulgação

Resumo do jogo

Os dois primeiros sets beiraram a perfeição. Ainda engasgados pela derrota na fase de classificação, os jogadores brasileiros não deram espaço para que os rivais se animassem. A França ainda pareceu sentir o dia ruim de seu principal astro, Ngapeth. Pouco importou. Em uma exibição de alto nível, o Brasil garantiu a classificação para a final em Rimini.

Leal foi o grande nome da partida, com 20 pontos. O ponteiro foi decisivo em todos os fundamentos, principalmente no ataque e no saque. Wallace, com 13 pontos, Bruninho, preciso na construção das jogadas, e Maurício Souza, no bloqueio, também se destacaram. Do outro lado, Ngapeth fechou a partida com apenas cinco pontos, bem abaixo do esperado.

1° set - Leal comanda, e Brasil larga na frente

Foram dois erros de saque de cara, de Ngapeth e Isac. Dois pontos seguidos de Leal, porém, logo colocaram o Brasil na dianteira. O início foi dos melhores. Wallace, com um ace e um belo ataque, e Leal, de novo, fizeram o placar marcar 6/2. Laurent Tillie, então, pediu tempo. Os franceses até ensaiaram uma reação, mas Wallace fez com que o Brasil chegasse ao primeiro tempo técnico com 8/5 no placar.

Leal começou inspirado. Em mais um bom ataque, dessa vez na paralela, abriu 12/8. Maurício Souza aumentou a diferença logo depois, com um bloqueio. Na reta final, um susto. Isac tentou subir para um bloqueio, mas sentiu um pequeno problema muscular e deu lugar a Lucão. A França, então, cresceu. A diferença caiu para apenas um ponto, com 19/18 no placar. Tillie, logo na sequência, deixou tudo igual, em 19/19. Mas o Brasil não demorou a se recuperar. Ngapeth tentou na pipe, mas encontrou Maurício Souza pronto junto à rede. A seleção disparou depois de dois erros de ataque dos franceses, com Ngapeth e Tillie. No fim, fechou em 25/20 com uma pancada de Leal.


2° set - Seleção amplia vantagem

Na volta à quadra, Leal seguiu firme e forte. Os quatro primeiros pontos brasileiros saíram das mãos do ponteiro. No bloqueio de Maurício Souza sobre Tillie, o placar subiu para 6/3. Logo aumentou mais uma vez com Leal, em ace. Antes da primeira parada técnica, 8/4 depois de ataque com Lucarelli. A seleção não deixou cair o ritmo até o fim do set. Muito bem nas definições de jogada e na defesa, o Brasil caminhou tranquilo rumo à vitória na parcial: 25/18.

3° set - Brasil fecha a conta e vai à final

Na volta à quadra, uma queda de ritmo. A seleção passou a errar mais do que as parciais anteriores, mas nada tão preocupante. A França até tomou a frente no início, mas o Brasil chegou à primeira parada técnica em vantagem, com 8/7, depois de um belo ponto de Lucão. Ainda que o desempenho não fosse o mesmo das outras etapas, porém, a seleção não teve muitos problemas para abrir. Leal, mais uma vez, fez o placar abrir 20/15. Depois, foi só confirmar a vitória: 25/19.


Brasil vai à final da Liga das Nações — Foto: Divulgação

* Por Redação do ge — Rimini, Itália.


Patrocinado:




6 visualizações0 comentário