• Jornal Esporte e Saúde

Bolsa Família promove em Macaé orientações no Colégio Wolfango Ferreira



Informações sobre o que é necessário fazer para continuar sendo beneficiário do Programa Bolsa Família serão repassadas para cerca de 500 pais e responsáveis de alunos do Colégio Municipal Wolfango Ferreira. A ação será desenvolvida por profissionais das secretarias de Saúde, Educação e Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, nesta terça-feira (9), entre 17h30 e 20h. Essa instituição de ensino fica na Rua Calixto Fernandes das Neves 625, Barra de Macaé.


Os beneficiários vinculados a esse Colégio são moradores de bairros como Fronteira, Barra de Macaé, Nova Holanda e Nova Esperança. A atividade também ocorrerá no decorrer do ano letivo, com uma agenda nas escolas que têm o maior número de beneficiários.

Neste primeiro semestre letivo, a ação foi realizada em sete unidades municipais de ensino: Generino Teotônio de Luna (Virgem Santa), Zelita Rocha (Aeroporto), Renato Martins (Ajuda), Oscar Cordeiro (Aeroporto), Neuza Goulart Brizola (Barra), Samuel Brust (Barra) e Elza Ibrahim (Ajuda).


Estarão presentes as responsáveis técnicas do Bolsa Família: Elaine Soares (Educação), Márcia Ramalho (Saúde) e Camila Delfino (Assistência Social), além da responsável técnica pela linha de cuidados aos pacientes com sobrepeso e obesidade, Rejane Pontes.


Educação


Segundo a coordenadora do setor educacional do Programa Bolsa Família, Elaine Soares, a condicionalidade dessa área, a qual ela vai orientar os beneficiários nesta terça (9), implica que crianças e adolescentes de até 15 anos devem frequentar a escola. “Esta pode ser municipal, estadual ou particular. Neste caso, os alunos têm bolsas de estudo ou algum parente paga a instituição de ensino. A frequência tem de ser de 85%”, explica ela.


Continua dizendo que: "Para receber o benefício, a família dos faltosos deve justificar: às vezes a falta foi por causa do transporte, em outras oportunidades foi porque o menor cumpre medida cautelar etc". Crianças e adolescentes de seis a 15 anos das famílias beneficiárias devem estar matriculados na escola. E para não correr risco de receber advertência, bloqueio ou suspensão do benefício, as famílias atendidas devem seguir as condicionalidades.


Saúde


A responsável técnica pelo acompanhamento do Bolsa Família no setor de saúde, Márcia Ramalho, informará aos que marcarem presença no Colégio Municipal Wolfango Ferreira que para manter o benefício deve-se observar alguns quesitos.

Como exemplo citou: procurar a Unidade de Saúde mais próxima para pesar e medir crianças de zero a sete anos de idade, estar com a Caderneta de Vacinação em dia e mulheres em idade fértil (de 14 a 44 anos), se estiverem grávidas, não podem estar atrasadas no Pré-Natal. As gestantes também têm de pesar e medir nas unidades de saúde.


Desenvolvimento Social


A responsável pelo setor de Assistência Social do Programa Bolsa Família e coordenadora da Transferência de Renda, Camila Delfino, ressaltou que qualquer alteração referente à renda, composição familiar, endereço ou escolaridade deve ser informada antes do prazo de 24 meses. “É importante lembrar que a falta de atualização cadastral pode bloquear ou cancelar o benefício", ressaltou.


Todo esse serviço de cadastramento e recadastramento está disponível nos sete Centros de Referência de Assistência Social (Cras), distribuídos pela cidade e serra. Beneficiários que moram em bairros desvinculados de algum desses órgãos públicos - como Lagomar, Cabiúnas, Ingazeira e Trevo dos 40 - devem se dirigir à sede do Programa Bolsa Família. Seu endereço é Travessa Ari Schueler Pimentel 25, Centro. O telefone é 2759-0619. De segunda-feira a quinta-feira, das 8h às 16h.


* Comunicação Macaé/Foto: Ana Chaffin / Arquivo Secom.







2 visualizações0 comentário