• Jornal Esporte e Saúde

Bloqueios sanitários prosseguem nos acessos a Macaé



A Prefeitura de Macaé tornou a entrada da cidade mais restritiva, com a implantação de bloqueios sanitários 24 horas, em quatro pontos de acesso ao município.


Neste domingo (14), os secretários de Ordem Pública, Alan Oliveira, e de Mobilidade Urbana, Jayme Muniz, estiveram na barreira montada ao lado do terminal Parque de Tubos.


Na ocasião, Alan frisou que, durante o final de semana, o trabalho foi de orientação educativa, com distribuição de folheto informando em quais situações estão permitidas a entrada na cidade. "A partir desta segunda-feira (15), os agentes estarão exigindo todas as comprovações elencadas na Resolução, para a liberação. Todo esse trabalho tem o intuito de preservar vidas", disse.


Ele lembra que os bloqueios foram montados nos seguintes pontos: trevo de acesso ao Parque de Tubos, na RJ-168 (antes do acesso à BR-101), Rodovia Amaral Peixoto, próximo ao polo de Cabiúnas e no Portal do Sana. As pessoas terão que apresentar comprovante de residência. Já para trabalhadores, entregadores, estudantes e até mesmo pessoas que tenham algum compromisso agendado na cidade, como consulta médica, pré-natal, atendimento em órgãos públicos, procedimentos oncológicos e audiências em tribunais, é necessária a apresentação de comprovante referente a cada caso específico.



O secretário de Mobilidade Urbana, Jayme Muniz reforçou que os passageiros que utilizam o transporte intermunicipal também passarão pela triagem dos agentes. "Iremos interceptar todos os ônibus e contamos com a colaboração de todos. Vamos verificar os comprovantes de todos os passageiros e só poderão seguir viagem os que realmente estiverem habilitados para entrar na cidade", ressaltou.



O coordenador geral de Trânsito, da Secretaria de Mobilidade Urbana, Fabiano Lima, lembrou que durante o final de semana a atuação foi tranquila, mas que, durante os dias úteis, o fluxo de veículos será maior e os agentes de trânsito irão atuar no início do bloqueio realizando a triagem dos veículos, dando prioridade ao transporte público, carros oficiais e ambulâncias.



Bloqueios - Em atividade desde sábado (13), o bloqueio sanitário tem como objetivo evitar o aumento da disseminação da Covid-19 e segue o que determina a Resolução nº 001/2021 da Secretaria Municipal de Saúde.



A comerciante de Rio das Ostras, Glaucia da Silva elogiou a iniciativa e gostaria que sua cidade também implantasse o mesmo serviço. "Acho que tem que ser assim, estamos observando o aumento no número de casos no país e qualquer medida de contenção é importante para evitar novos casos". O trabalho é realizado pelas Secretarias de Saúde, Ordem Pública e Mobilidade Urbana, com apoio da Guarda Municipal, Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Guarda Ambiental, Secretaria Adjunta de Turismo e Secretaria de Infraestrutura. Combate ao coronavírus -

Outras medidas de combate ao coronavírus foram adotadas no município. A fiscalização da Coordenadoria de Transporte foi intensificada de forma rigorosa junto à concessionária responsável pelo transporte público. Os ônibus não podem circular com passageiros em pé. Em entendimento com o poder público, a concessionária aumentou o número de veículos que circulam no município. A frota de ônibus, que era de cerca de 90 veículos circulando até dezembro, hoje é de 180 carros. O dobro do que era anteriormente. Outra medida adotada pela secretaria foi a adequação do horário do Terminal Central que passou a ser das 5h às 22h, diariamente. Sobre o número de leitos de UTI, o prefeito, Welberth Rezende, confirmou a abertura, na última semana, de mais 8 leitos. O prefeito falou ainda que Macaé segue o plano nacional de vacinação e do desejo de que o município possa comprar diretamente mais doses para acelerar o público imunizado. A fiscalização do governo municipal foi intensificada com ações diurnas e noturnas. A iniciativa visa o cumprimento das medidas previstas no decreto 058/2021, que restringe horário de funcionamento do comércio, que deve ter suas atividades diárias encerradas às 20h. A ação também visa coibir situações de desrespeito ao distanciamento social, ao uso da máscara, e outras obrigações sanitárias previstas em decretos. * Jornalista: Genimarta Oliveira / Fotos: Ana Chaffin.

Prefeitura de Macaé\Secretaria de Comunicação Social\Coordenadoria de Jornalismo.


Patrocinado:







5 visualizações0 comentário