• Jornal Esporte e Saúde

Bangu x Flamengo, onde assistir?

Time de maior torcida do Brasil deve jogar para praticamente ninguém ver


O Campeonato Carioca vai voltar nesta quinta-feira e logo com o time de maior torcida do Brasil em campo. Mas, desta vez, o jogo do Flamengo contra o Bangu vai ser muito diferente do habitual e praticamente ninguém vai poder ver. Só as poucas pessoas que puderem entrar no Maracanã para trabalhar conseguirão assistir à partida


O Flamengo não entrou em acordo com a Globo para a transmissão. Houve até novas discussões nos últimos dias, mas nenhuma das partes cedeu em seus pedidos até agora, e as partidas do clube rubro-negro vão seguir fora das televisões.


Como o Bangu tem seus direitos televisivos vendidos à emissora, também não é possível que a transmissão seja feita por nenhum outro meio – incluindo a FlaTV, canal oficial do clube.


Isso, é verdade, vinha acontecendo desde o começo da competição. A única partida com transmissão foi a última antes da pausa, contra a Portuguesa, quando o Globoesporte e a FlaTV transmitiram a partida em um acordo que não se repetiu agora. Esse jogo já havia sido sem público no estádio.


Mas agora há um fator diferente: o estádio sem público.


Por conta da pandemia do coronavírus, o futebol vai voltar sem ninguém nas arquibancadas.


Assim, não haverá nenhuma outra opção para que o torcedor possa assistir ao jogo. Ele não poderá ir ao estádio, e a partida também não estará em nenhum canal de televisão – seja na TV aberta, gratuita, ou na TV fechada ou pay per view, pagos.


Até mesmo a pirataria pela Internet deve sofrer um grande baque.



Foto: Reprodução internet/Getty.


Apenas com imprensa e pessoas ligadas aos clubes ou às federações no estádio, deve ser praticamente impossível que qualquer transmissão da partida apareça ilegalmente na Internet.


A não ser que haja um acordo inesperado e de última hora entre Flamengo e Globo, as opções serão bem escassas: acompanhamento em texto pelo ESPN.com.br ou outros sites e as boas e velhas transmissões de rádio.


* https://www.espn.com.br/.



11 visualizações0 comentário