top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

AS PRINCIPAIS DICAS PARA TODO PRESIDENTE DE ASSOCIAÇÃO

Foto: Reprodução internet


Estar à frente de uma Associação, representando os interesses de uma classe, não é uma tarefa nada fácil. Por isso, o Presidente deve estar sempre atento a alguns detalhes que fazem toda diferença para um bom mandato.


Abaixo, elencamos algumas dicas que todo Presidente de Associação deve seguir para se dar bem:


1 – Realize um planejamento


Definir objetivos e realizar um planejamento pode evitar que você fique sem rumo e gaste tempo em assuntos que não sejam importantes para a Associação.


Além disso, associações, vez que são entidades sem fins lucrativos, precisam encontrar maneiras de se manterem através de metas e planos bem definidos para que garantam o fechamento positivo das contas.


Saber em qual patamar deseja-se colocar a Associação, é fundamental para que você consiga, juntos aos demais membros, executar o plano de ações.


2 – Esteja engajado nas atividades do setor


Conhecer o setor em que a Associação está inserida, promover e participar de eventos, e, principalmente, manter um bom relacionamento com pessoas do ramo, fará de você um Presidente visível e admirável.


O marketing pessoal é fundamental para se ocupar um cargo de destaque, pois o nome da entidade está diretamente ligado ao Presidente.


Através disso, uma rede de contatos será gerada e possibilitará que novas pessoas fiquem interessadas em adentrar na Associação, aumentando o seu número de associados e deixando-a mais capacitada e reconhecida.


3 – Vista a camisa do associativismo


Um ponto muito importante que certamente impactará no desenvolvimento do trabalho de um Presidente é o quanto ele está aberto a se dedicar aos interesses da coletividade, ou seja, possuir o espírito associativista.


O associativismo envolve a participação, cooperação, união e solidariedade por objetivos comuns. Deixar o “eu” de lado e pensar nos interesses do grupo como um todo, trará maiores e melhores resultados, fortalecendo a Associação!


É preciso participar ativamente quando se faz parte de uma Associação, promovendo também a união dos associados. Pois esta união é que vai corroborar na criação de soluções de problemas para o ramo em que atuam, fortalecendo pequenos e médios negócios, até mesmo na minimização de custos e na elevação da qualidade dos produtos e serviços.


4 – Conheça bem o Estatuto


Não existe a mínima possibilidade de um Presidente conduzir uma Associação sem conhecer o Estatuto Social que a rege e se atentar aos deveres e obrigações de todos os membros. O Presidente é a pessoa responsável pela prática direta de atos necessários à consecução das finalidades da Associação.


Em outras palavras, ele é a figura responsável por fazer a Associação andar na linha e conseguir conquistar seus objetivos. Para que tudo isso seja realizado da maneira correta, é indispensável a observância do Estatuto Social.


Conhecê-lo e segui-lo é sinônimo de um mandato competente e de sucesso!


5 – Possua junto a você, uma boa assessoria jurídica!


Assim como é necessário a presença de um advogado para que se constitua uma Associação, o seu papel se torna cada vez mais fundamental nos próximos passos.


Possuir uma boa assessoria jurídica especializa no Terceiro Setor (segmento da sociedade composto por entidades sem fins lucrativos) é fazer com que todo o processo burocrático se torne o mais simplificado possível.


O advogado encarregado por acompanhar as atividades da Associação atuará próximo das diretorias estatutárias e/ou executiva da entidade. Ele ajudará a analisar as atitudes pretendidas antes mesmo de elas serem desenvolvidas, visando mensurar eventuais riscos jurídicos inerentes ou inseridos dentro daquelas vontades.


É também papel do advogado especialista do terceiro setor, zelar pelos caminhos mais seguros possíveis, do ponto de vista jurídico, preservando a integridade e o papel da Associação para que não resulte em prejuízos.


Além disso, principalmente nos procedimentos eleitorais e sempre que houver a necessidade de uma alteração estatutária, atividades comuns em uma Associação, o advogado atuará de forma direta.


️ Possuir uma assessoria jurídica é quase como possuir um órgão interno a quem você pode recorrer para todas as dúvidas e decisões. Por isso é importante que se faça uma boa escolha a fim de trazer soluções e de se evitar erros e indecisões!


Escrito por: Jean Carlos Borges – Sócio / Coordenador do Departamento Consultivo – OAB/MG 147.402



25 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page