top of page
  • Foto do escritorJornal Esporte e Saúde

Artista PCD de Rio das Ostras expõe em um dos principais palcos do Festival The Town, em São Paulo


Foto arte: Divulgação


O The Town Festival, um dos eventos musicais mais aguardados do ano, que começou neste sábado, 2, não se limita apenas à música. O festival abriu espaço para uma variedade de expressões artísticas, dando destaque à riqueza desta cena brasileira. Uma das grandes revelações do festival é o artista rio-ostrense Rond Ézer, portador de deficiência visual, que conquistou seu lugar no cenário artístico com sua exposição "Jardim da Alma".


A cidade de Rio das Ostras, no estado do Rio de Janeiro, está radiante com a notícia de que Rond é um dos oito artistas selecionados para exibir suas obras nos imponentes telões do palco The One, instalado na Cidade da Música, no Autódromo de Interlagos, Zona Sul de São Paulo.


Rond Ezer tem uma história de dedicação à arte que começou aos seis anos de idade. No entanto, foi a partir de 2021 que sua carreira passou por uma transformação significativa, quando ele perdeu totalmente sua visão devido a uma meningite. Diante desse desafio, ele encontrou uma nova maneira de se expressar por meio da pintura, dando origem à série "Jardim da Alma".


A exposição de Ezer, intitulada "Jardim da Alma", será exibida todos os dias do festival, no palco onde se apresentam artistas brasileiros renomados. Esse palco é conhecido por ser o lugar das novas experiências musicais, encontros inusitados e shows únicos, e agora também será uma galeria de arte a céu aberto.


As obras de Rond Ezer serão apresentadas em formato digital, em conjunto com as criações de outros sete artistas. Todas as telas de Ezer foram produzidas durante sua jornada – como ele mesmo chama - "às cegas", explorando novos horizontes artísticos após a perda de sua visão.


O convite para participar do The Town Festival surgiu de forma inesperada, por meio das redes sociais do artista. "Eu achei que fosse mentira. Custei a acreditar que o convite fosse real. Como assim, a organização do The Town me chamando para expor com direito a contrato e tudo?", disse ele, com um sorriso nos lábios.


O palco The One, onde as obras de Rond Ezer serão exibidas, é uma verdadeira galeria de arte a céu aberto, com cada quadrado do palco sendo um painel de LED que mostra trabalhos de diversos artistas.


Batman Zavares, curador de arte do festival, em entrevista ao G1, expressou a importância de incluir artistas de múltiplas linguagens e destacou a intenção do festival de dar visibilidade a artistas que raramente têm a oportunidade de serem vistos por um público tão amplo.


“Rond Ezer, com sua incrível jornada artística e sua superação após a perda da visão, representa a força da arte como meio de transformação e expressão pessoal. Sua participação no The Town Festival é um marco na celebração da diversidade artística e na promoção da inclusão de artistas com deficiência. A exposição "Jardim da Alma" é mais do que uma mostra de arte; é um testemunho inspirador do poder da criatividade e da resiliência humana”, conta Cristiane Regis, presidente da Fundação Rio das Ostras de Cultura.


* Texto; Jornalista Bruno Pirozi




3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page