• Jornal Esporte e Saúde

Apesar decreto da Prefeitura do Rio, Governo Estadual mantém obrigatoriedade máscaras em academias

Secretaria Estadual de Saúde ressalta que de acordo com decisão do Supremo Tribunal Federal, em casos de discordância entre as esferas municipal e estadual, a regra mais restritiva prevalece


Estado do Rio mantém obrigatoriedade de máscaras em ambientes fechados, inclusive em academias de ginástica

Banco de imagens/Agência O Dia




Rio - A Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio informou que não vai flexibilizar o uso de máscaras em ambientes fechados. A pasta ressalta que de acordo com decisão do Supremo Tribunal Federal, em casos de discordância entre as esferas municipal e estadual, a regra mais restritiva prevalece. Nesta quarta-feira, a Prefeitura do Rio publicou um decreto e liberou o uso da proteção em academias.


Apesar da queda sustentável nos indicadores epidemiológicos e assistenciais da Covid-19, os técnicos da vigilância estadual e o grupo de especialistas do Estado do Rio entendem que a imunidade coletiva ainda não atingiu os patamares necessários para retirada de máscaras em locais fechados. "Nesses ambientes, o risco de contaminação pela doença ainda é muito alto, uma vez que o coronavírus é transmitido pelo ar", diz a Secretaria Estadual de Saúde.


A decisão do Estado do Rio vai ao encontro de especialistas ouvidos pelo DIA, que consideram a liberação do uso da máscaras nas academias precipitada. Para o ex-diretor da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, Hermano Castro, seria mais cauteloso manter a obrigatoriedade da proteção até que o município atinja 80% da população vacinada. "Estamos indo bem, mas uma precipitação pode colocar tudo a perder e perder significa pessoas morrendo", afirmou.


Pesquisadora em Saúde e membro do Comitê de Combate ao Coronavírus da UFRJ, Chrystina Barrros classificou como temerária e desnecessária a decisão de liberar o acesso sem máscaras a centros de treinamento físico. "Precisamos lembrar que academias não têm a franca renovação de ar natural. São espaços fechados com ar-condicionado, onde as pessoas, pela própria atividade física, têm a frequência respiratória aumentada", ressaltou.


A especialista lembrou que já está autorizada a capacidade total dos estabelecimentos e que as academias são lugares em que as pessoas conversam e interagem. "É uma medida que pode expor algumas pessoas a riscos de transmissão da doença. Estamos falando de vida", completou.


Por conta do decreto do Governo do Estado, a Prefeitura do Rio precisou voltar atrás na decisão de desobrigar o equipamento de proteção nesses espaços. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que, levando em consideração a resolução da Secretaria de Estado de Saúde (SES), que mantém a obrigatoriedade do uso em ambientes fechados, o decreto municipal "somente entrará em vigor após nova medida do Governo do Estado que permita a flexibilização nesses locais".


O decreto da Prefeitura do Rio liberava o uso de máscaras em academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento físico e pistas de patinação. O texto registra que os espaços devem poder garantir que todos os ocupantes estejam completamente vacinados. A decisão flexibilizava decreto publicado na última sexta-feira (12) que manteve a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados. Atualmente, as máscaras são opcionais em ambientes abertos e sem aglomeração.



* Beatriz Peres / https://odia.ig.com.br/


Patrocinado:




‼️ Novidade ‼️


🐎Calça alfaiataria Ralph Lauren

♻️Material: Sarja vicunha c/elastano

✅ Sucesso de venda

🔰6 cores disponíveis

🩳Tamanhos: 38. 40. 42. 44. 46. 48

46 visualizações0 comentário