• Jornal Esporte e Saúde

Apesar da crise, Prefeitura do Rio garante pagamento dos salários de julho no prazo

Cenário fiscal preocupa funcionalismo, mas governo do Rio assegura depósito até o dia 7 de agosto



Nos bastidores do governo Marcelo Crivella, há preocupação com o pagamento nos próximos meses

Foto: - Reginaldo Pimenta


A Prefeitura do Rio de Janeiro promete pagar os salários de julho em dia, ou seja, em 7 de agosto, quando cairá o 5º dia útil (como previsto em calendário publicado em decreto). Apesar de esse ser o prazo oficial a ser cumprido, a notícia, de alguma forma, ameniza a preocupação do funcionalismo. Isso porque, em meio à crise financeira que atingiu os municípios devido à pandemia da covid-19, a apreensão sobre os pagamentos passou a tomar conta dos servidores.


O depósito no quinto dia útil de agosto para os cerca de 170 mil funcionários ativos, aposentados e pensionistas da prefeitura foi confirmado à coluna pela Secretaria Municipal de Fazenda.


A pasta informou que "o salário dos servidores municipais será pago conforme o Decreto 47.091 de 2020". A norma prevê o quinto dia útil como prazo para o depósito.


- Antecipação


Já a possibilidade da antecipação do pagamento é discutida nos bastidores, mas não há ainda uma garantia.


- Alerta para o cenário dos próximos meses


O cenário dos próximos meses também é motivo de preocupação para o governo Crivella. Como a coluna mostrou em 11 de julho, a Prefeitura do Rio

estima uma perda de R$ 2 bilhões de arrecadação como efeito colateral da pandemia do novo coronavírus, de acordo com dados da Fazenda.


Para se ter uma ideia do quanto isso impacta o caixa, somente a folha de pagamentos dos servidores é de cerca de R$ 1 bilhão (por mês).


Também na edição do último dia 11, a secretaria informou que “as medidas (para amenizar o impacto da pandemia nas contas) que estão sendo adotadas vêm contribuindo para a manutenção do pagamento dos servidores em dia”. Entre elas, a reedição do ‘Concilia Rio’ e a oferta de descontos de 20%

no pagamento à vista das cotas vencidas do IPTU.


* https://odia.ig.com.br/colunas/servidor/Por PALOMA SAVEDRA.




6 visualizações0 comentário