• Jornal Esporte e Saúde

Após fortes chuvas, Muriaé chega a quase 800 pessoas entre desalojadas e desabrigadas

Temporais ocorreram durante fim de semana e nesta segunda-feira (4); famílias foram levadas para abrigos da Prefeitura. Município contabiliza duas mortes durante o período.


Rio Muriaé na região do Bairro Napoleão na manhã desta segunda-feira (4) — Foto: Gabriela Marquito/Arquivo Pessoal


Após as fortes chuvas que ocorreram durante o fim de semana e a madrugada desta segunda-feira (4), Muriaé contabiliza quase 800 pessoas entre desalojadas e desabrigadas. Atualização foi divulgada na noite desta segunda após reunião de setores.


O encontro para balanço das ações desenvolvidas contou a participação de representantes da Prefeitura, da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar (PM).


Grupo de reuniu para balanço de ações após fortes chuvas em Muriaé — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação


O monitoramento das áreas alagadas permanece e, até o momento, foram 58 pessoas desabrigadas e cerca de 725 desalojadas, sendo que os números podem até dobrar, tendo em vista que a Secretaria Municipal de Assistência Social ainda não fechou a contagem.


De acordo com as atualizações do Corpo de Bombeiros, a situação está em processo de retorno à normalidade, sendo que o Rio Muriaé baixou aproximadamente um metro e que não há previsão de forte chuva no município para a noite desta segunda, com probabilidade de cerca de 2,5 mm.


Segunda a Prefeitura, as famílias foram levadas para abrigos do Executivo. A Administração também distribuiu marmitas para quem ficou ilhado, mas sem risco, ou perdeu utensílios. O suporte é realizado


O G1 acompanha a situação na cidade, que já contabiliza duas mortes. No sábado (2), um homem de 51 anos morreu após ter sido levado pela enxurrada. Já na nesta segunda, um deslizamento de terra atingiu uma residência e matou uma mulher de 54 anos.


Por volta das 16h05 desta segunda, imagens recebidas pela reportagem (veja abaixo), mostravam que o Rio Muriaé começava a recuar. Durante a chuva, ele transbordou e inundou ruas em diversos bairros do município.


Até as 3h36 desta segunda, os bombeiros realizaram atendimentos a 11 chamadas, com salvamento de 68 pessoas ilhadas pela enchente e duas vítimas soterradas, sendo uma em óbito.



Rio Muriaé começa a recuar no município — Foto: Gabriela Marquito/Arquivo Pessoal


* Por Fellype Alberto, G1 Zona da Mata.







3 visualizações0 comentário