• Jornal Esporte e Saúde

Após cobranças da prefeitura de Macaé, frota de ônibus ampliada já está circulando


Passagem continuará a R$1,00 para moradores que têm o Cartão Macaé

Foto: Bruno Campos


Nesta sexta-feira (18), a Secretaria de Mobilidade Urbana realizou vistoria e fiscalização no Terminal Central de Macaé. O objetivo foi verificar - após as cobranças feitas pelo município à concessionária responsável pelo transporte coletivo urbano - o aumento da frota de ônibus para atender à população. Desde essa manhã, mais 40 ônibus com wifi estão circulando para atender às exigências feitas pela Prefeitura, a fim de que seja reduzido o tempo de espera para o deslocamento dos usuários. A passagem não sofrerá alteração para os moradores do município que possuem o Cartão Macaé. Esses continuarão a pagar R$1,00.



A intensificação da fiscalização junto ao transporte urbano tem sido executada pela Mobilidade Urbana desde janeiro, seguindo o compromisso do prefeito Welberth Rezende em melhorar o serviço na cidade. Além da intensificação das cobranças para que a concessionária responsável pelo transporte coletivo urbano cumpra o contrato ampliando a frota, entre outras melhorias, a prefeitura também já iniciou o estudo técnico do projeto para elaboração de licitação da nova concessão do transporte público coletivo. O processo foi iniciado em 24 de maio.



“Estamos fazendo a vistoria para verificar o aumento da frota de ônibus para a população. O aumento da fiscalização junto à concessionária vem desde janeiro. Ela tem que oferecer um serviço de qualidade. Foram disponibilizados mais ônibus, com wifi, para reduzir o tempo de espera dos passageiros. Não vai gerar mais custo para os usuários da cidade que usam o Cartão. Esse é apenas o início das ações desse governo para a melhoria do transporte”, informou o secretário de Mobilidade Urbana, Jayme Muniz.



Nesta sexta-feira, Aida Guimarães já sentiu a diferença ao pegar o ônibus. Moradora do bairro São Marcos, a advogada estava no Terminal Central e seguia para o Imburo. “Muito bom para o que estava antes. Sou carioca e vim para Macaé há 10 anos. Em vista do que é no Rio, é muito bom pagar R$1,00. A passagem lá é caríssima”, comentou.



Outra usuária do transporte urbano, a recepcionista Claudia Nascimento, moradora do bairro Malvinas, estava indo à Secretaria Adjunta de Trabalho e Renda à procura de uma vaga de emprego. “Está precisando mesmo de mais ônibus. Nas Malvinas, ainda demora muito. Às vezes temos que pegar outro ônibus e descer lá fora para ir caminhando. Espero que melhore, ou melhor, todos esperam por isso”, deseja Claudia.


* Jornalista: Catarina Brust \ Fotos: Bruno Campos.

Prefeitura de Macaé\Secretaria de Comunicação Social\Coordenadoria de Jornalismo.


Patrocinado:







14 visualizações0 comentário