• Jornal Esporte e Saúde

Ansiedade é o tema desta semana do Vidas em Redes


Inscrição é gratuita\Foto: Arte

Reprodução internet


As inscrições estão abertas para o Vida em Redes desta semana, que irá falar sobre o tema Ansiedade. Para participar, os interessados podem se inscrever, gratuitamente, no link https://forms.gle/SvEBQDAuFE45PnQF9. Os encontros são movimentados por práticas como a Musicoterapia Gestáltica, trabalhos corporais através do Tai-Chi Chuan, momentos reflexivos e poesia. O Vidas em Rede acontece todas as sextas-feiras, das 8h às 9h.


A ansiedade é uma experiência que atinge milhões de pessoas pelo Brasil e pelo mundo, trazendo prejuízos em diversos campos da vida. Com a pandemia, o fenômeno da ansiedade se acentuou. A ação Vidas em Rede vem ao encontro dos cuidados da mente e do corpo, sendo um espaço de aumento da vitalidade emocional e, por sua vez, contribuindo com o tema da ansiedade.


A ação "Vidas em Rede" é inspirada no projeto Heterogênese Urbana do Programa de Saúde Mental de Macaé. Tem a parceria interinstitucional com o Programa de Pós-graduação de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, tendo a participação de alunos de graduação em psicologia, mantendo diálogos com o projeto de extensão Corpos em Rede, coordenado pela professora doutora Mônica Alvim da UFRJ, tendo ainda parceria com os Espaços de Convivência e do Núcleo Municipal do Programa de Saúde Mental de Macaé, com o Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM), a Superintendência de Educação Infantil da Secretaria de Educação de Macaé e com os Centros de Convivência do Estado do Rio de Janeiro - Fiocruz.

"O tema da ansiedade é um tema mundial. Uma das formas de superar a ansiedade, ou seja, de dar novas formas a este fenômeno, é a construção de espaços expressivos coletivos. A grande potência da ação Vidas em Rede é a de acolher pessoas que vivem diferentes realidades sociais, emocionais, subjetivas, dando condições de expressão de seus sentimentos e afetos", disse o coordenador da Universidade Livre da Secretaria Adjunta de Ensino Superior da Secretaria de Educação, Paulo de Tarso de Castro Peixoto.


Paulo de Tarso lembra que a música, o trabalho corporal, a arte e a filosofia são os caminhos pelos quais todos os participantes encontram vias de expressão daquilo que está contido. "Do que está tão guardado, construindo-se novos sentidos ao mundo intangível dos afetos. Tratar do tema da ansiedade será desenvolver capacidades de habitar o presente, orientando-se para a construção de um repertório de sentidos e de novos caminhos para si e na relação com os outros e com o mundo", ressaltou o coordenador da Universidade Livre.


* Texto: Waleska Freire/Prefeitura de Macaé\Secretaria de Comunicação Social\Coordenadoria de Jornalismo.

Patrocinado:








21 visualizações0 comentário