• Jornal Esporte e Saúde

Palmeiras dá show para voltar à liderança do Brasileirão

Com início avassalador, Verdão faz 3 a 0 em pouco mais de 30 minutos, goleia o Botafogo e chega à ponta com melhor ataque e defesa do campeonato

O Palmeiras fez um grande jogo para voltar à liderança do Brasileirão. Dominante desde o início no Allianz Parque, o Verdão fez 4 a 0 no Botafogo, na quinta-feira, e consolidou a melhor campanha do campeonato em pontos (19), ataque (17) e defesa (5) após dez jogos.


Depois de empatar no domingo com o Atlético-MG com uma postura mais cautelosa, o Verdão teve contra o Botafogo as voltas de Weverton e Danilo, além da entrada de Gabriel Veron na vaga do lesionado Raphael Veiga. E a estratégia, assim, mudou.

Gol de Wesley em Palmeiras x Botafogo — Foto: Marcos Ribolli

Abel Ferreira orientou o Palmeiras a marcar adiantado, dificultando demais a saída do Botafogo. E sufocando o adversário, o Verdão em 33 minutos já vencia por 3 a 0, teve um gol anulado, duas bolas na trave e outra defendida por Gatito. Um domínio completo.


O Botafogo não conseguiu encontrar uma forma de conter os avanços pelas duas alas palmeirenses, com Dudu, Scarpa e Marcos Rocha pela direita, e Piquerez, Veron e Zé Rafael do outro lado.

Danilo, à frente da defesa, fez a proteção que está acostumado, mesmo voltando apenas um dia antes de uma viagem com fuso complicado, do Japão, depois da convocação para a seleção brasileira.


A forma como o Palmeiras se impôs inclusive fisicamente fez com que os 3 a 0 no primeiro tempo ficassem baratos. Gustavo Scarpa, na meia como gosta, brilhou mais uma vez: um gol e duas assistências para o camisa 14.


Scarpa e Rony se destacaram na goleada do Palmeiras — Foto: Marcos Ribolli

Rony, com os outros dois gols, voltou a atuar mais adiantado e teve o espaço que gosta para usar sua velocidade como centroavante.


Enquanto não pode contar com os reforços para o ataque (Merentiel e José López, que ainda não foi anunciado), é inegável que a melhor opção ofensiva do Verdão tem o camisa 10 como referência. E não será fácil tirá-lo da equipe.

Diante da ampla vantagem, Abel passou a controlar os minutos de seus principais jogadores no segundo tempo, e o ritmo caiu. Mas ainda teve tempo para Wesley dar oito pedaladas e fazer o gol mais bonito da noite, para fechar os 4 a 0.

Foi uma exibição que mostrou (mais uma vez) como este elenco, mesmo multicampeão, segue com muita fome para continuar vencendo.


E em um Brasileirão no qual ninguém se firmou na ponta até agora, os comandados de Abel Ferreira têm a chance de assumir este papel.

Para isto, será preciso repetir a regularidade que marcou o clube nas campanhas vencedoras de 2016 e 2018. E até aqui isto tem acontecido: desde a derrota para o Ceará na estreia, o time não perdeu mais.

* https://ge.globo.com/futebol/Por Thiago Ferri — São Paulo

3 visualizações0 comentário