• Jornal Esporte e Saúde

Flamengo amassa e encontra caminho pelo alto para resolver mais um jogo rapidamente

Equipe repete roteiro da vitória contra o Coritiba e resolve a partida em 20 minutos. Everton Cebolinha estreia com assistência, mas ainda poderá ajudar muito mais o time


Contra o Coritiba, com um time alternativo, o Flamengo precisou de 22 minutos para fazer dois gols e decidir o jogo. Contra o Juventude, quarta-feira, em Brasília, a equipe titular marcou 3 vezes nos primeiros 18 minutos e resolveu mais uma partida rapidamente. No fim Lázaro ainda fechou o placar em 4 a 0.


Flamengo x Juventude — Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Todos os seis gols marcados pelo Flamengo nos dois últimos jogos aconteceram a partir de cruzamentos para a área, mas o time mostrou repertório mais vasto.


Desde o primeiro minuto o Flamengo encurralou o Juventude em seu campo de defesa e pressionou o adversário a cada vez que perdia a bola. Deu muito certo. O adversário não passou do meio de campo, e na base da troca de passes e da qualidade técnica dos jogadores, os gols foram surgindo.


Os três primeiros gols foram em jogadas criadas pelo lado direito. Primeiro Arrascaeta colocou na cabeça de Pedro. Depois, o centroavante recebeu assistência de Everton Ribeiro, que minutos depois marcou de cabeça após cruzamento de Gabigol.


Mesmo com a ampla vantagem, o Flamengo não recuou, e teve a situação ainda mais confortável após a expulsão do volante Jadson, do Juventude.


Cenário perfeito perfeito para Cebolinha estrear


Era o cenário perfeito para a estreia de Everton Cebolinha, que entrou no lugar de Pedro no intervalo. Dorival fez mais mudanças e rodou ainda mais o elenco, com as entradas de jovens como Matheus França, Victor Hugo e Lázaro, que no fim marcou o quarto gol do Flamengo, de cabeça após assistência de Cebolinha.


Everton Cebolinha em ação contra o Juventude — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Foi o melhor lance o estreante, que tentou alguns dribles, por pouco não fez um gol, mas ainda mostrou falta de ritmo. Tem tudo para evoluir muito e ajudar bastante o time com suas principais características, a velocidade e a capacidade de jogo no 1 x 1.


O Flamengo vai muito fortalecido da passagem por Brasília e com a certeza de que encontrou com Dorival um rumo a seguir, principalmente no empenho e organização do time para reproduzir algo que fez muito bem em 2019, a pressão para retomar a bola assim que perder a posse.


O números ofensivos estão bons, e refletem também na defesa. Nos oito jogos que fez com Dorival, o goleiro Santos levou apenas três gols.


- A nossa retomada na grande maioria acontece no campo ofensivo, o que vai filtrando as jogadas. E quando chega para a nossa última linha já chega mais mascada. Esse combate dos atacantes, ataque ao homem da posse de bola, isso tem contribuído consideravelmente para uma melhora da nossa equipe. Já são algumas partidas sem sofrer gol, o que é importante - disse o treinador.


O Flamengo volta a campo no próximo domingo, contra o Avaí, em Santa Catarina.


* https://ge.globo.com/futebol/Por Fred Huber — Brasília

Divulgação:


3 visualizações0 comentário